Emater realiza mais uma Jornada de inclusão com lançamento em Campina Grande

A Emater Paraíba, empresa vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), realizou a 3ª Jornada de Inclusão Produtiva enquanto lançamento da edição 2014 com evento acontecido na última sexta-feira (11), em Campina Grande, no Parque da Criança.

Do evento participaram técnicos da Emater, pesquisadores da Embrapa, Emepa dentre outras, autoridades do governo do estado e famílias agricultores que vem sendo acompanhadas pela extensão paraibana em diversas microrregiões do Compartimento da Borborema.

José Sales Alves Wanderley Júnior é coordenador da Emater Campina Grande e ao dialogar com Stúdio Rural disse ser um evento realizado pela Emater-PB em parceria com diversas instituições vinculadas a agricultura em todo o estado em que a tela principal é a exposição do trabalho desenvolvido em apoio as famílias agricultoras nas diversas microrregiões do estado da Paraíba com demandas reais do dia a dia da agricultura estadual. “Na verdade a jornada de Campina Grande no dia de hoje está acontecendo num caráter regional e abrindo uma agenda de todo o estado da Paraíba, a partir de hoje as jornadas continuam acontecendo nas demais regionais da Emater, seja em nível regional ou municipal e nós fizemos um esforço de trazer aqui as experiências dos 22 municípios da região, seja ele do artesanato em pano, artesanato em madeira,artesanato em couro, frutas, verduras, produtos derivados do queijo também, ou seja, essa diversidade de produtos e dessa beleza que é a agricultura familiar”, explica o extensionista.

José Pereira Irmão, Zé Pequeno, é agricultor residente na zona rural de Boa Vista, participou do evento e do Programa Domingo Rural falando sobre as ações desenvolvidas pela Emater nas comunidades rurais do município a exemplo do trabalho com a confecção dos blocos multinutricionais desenvolvidos pela Emepa e expandidos por entre as famílias agricultoras. “Isso é muito importante pra nós, pertencemos a agricultura familiar e você sabe que a agricultura familiar é responsável por 70% da alimentação desse país e, sem sombras de dúvidas, a gente temos que acompanhar a avanço tecnológico, a Emepa lançou esse produto agora dos blocos multinutricionais porque na época da seca os animais da nossa região do semiárido come a folha na caatinga e naquilo os nutrientes não existem. Esses blocos substituem os nutrientes que têm no capim verde e é maravilhoso a gente participar desses conhecimentos da Emepa, da Emater e se não fossem os conhecimentos científicos a gente não tinha como mais se desenvolver e nem sobreviver no semiárido porque a estamos há três anos que não chove”, explica dizendo que a comunidade São Pedro, naquele município, foi contemplada com os equipamentos para desenvolver a nova modalidade de ração.

Manoel Gomes da Silva é coordenador de Agricultura da Prefeitura de Barra de São Miguel, Cariri, e ao participar do Domingo Rural, disse tratar-se de um bom espaço para divulgar as cidades e seus potenciais, contando que Barra de São Miguel participou com exposição do artesanato e que no dia 23 de style=mso-spacerun: yes>  maio estará realizando a Jornada de Barra com a linha de produção artesanal e a produção da agricultura irrigada composta por frutas e verduras produzidas a margem do rio Paraíba.

Entrevistada no Programa Domingo Rural, Iranilda Morais Gomes, residente no sítio Balanço, município de Queimadas, falou da importância da Emater na vida do agricultor familiar, valorizando o potencial da mulher nas diversas linhas de produção a exemplo do artesanato enquanto prática que diversifica a agricultura, fazendo com que as possibilidades do agricultor e da agricultura se ampliem na lógica da diversidade cultural. “Isso aqui é uma vitrine, esses eventos é vitrine, você observa a variedade de produtos que tem e quanto meu produto se espalha pelo país é um trabalho importante porque trabalho com meio ambiente, eu tenho o maior interesse de espalhar essa cultura”, explica dizendo que é nesses eventos que vende e faz contato para vendas futuras e até mesmo para contratação de produção.

Alto Martins Emater Areia, Brejo paraibano, participou do evento coordenando ações junto as agricultoras cooperadas que trabalham a produção de flores das comunidade Bujari e Macacos que, segundo ele, recebem assistência técnica integral da Emeter desde o seu processo de organização até a conquista dos mercados em geral e garante que diversos municípios da regional Areia estarão realizando suas jornadas aproveitando para divulgar a Jornada de Inclusão Produtiva de Areial que acontecerá no dia 29 de abril.

Conforme a programação, acontecerão Jornadas de Inclusão Produtiva nas 15 regionais da Emater Paraíba a exemplo do dia 29 de abril, Areial; 30 de abril, Monteiro; 8 de maio, Jericó; 9 de maio, Itaporanga; 15 de maio, Desterro; 16 de maio, Guarabira; 22 de maio, Junco do Seridó; 23 de maio, Salgado de São Félix; 29 de maio, Picuí; 30 de maio, São João do Rio do Peixe; 5 de junho, Pombal; 06 de junho, Aparecida; 10 de junho, Bananeira e 11 de junho em João Pessoa, encerrando as jornadas deste ano.

No ano passado, informa a coordenação da Emater, ocorreram 280 jornadas em todo o Estado, contando com participação de 53.095 pessoas, atendimento a 25.352 famílias agricultoras, sendo elaboradas 3.724 propostas de créditos, perfazendo um montante de recursos da ordem de R$ 21,5 milhões.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top