Embrapa promove capacitação técnica para avaliação de animais resistentes ao carrapato

Nesta quarta-feira (7), a Embrapa Pecuária Sul promove um curso de capacitação técnica para avaliação fenotípica de animais resistentes ao carrapato em atividade que faz parte de um dos planos de ação do projeto Seleção genômica para resistência ao carrapato bovino (Rhipicephalus microplus) nas raças Hereford e Braford, e será realizada em parceria com a associação de pecuaristas Conexão Delta G e com a Gensys.

Segundo o assessor daquela unidade de pesquisas, Breno lobato, a coordenação é dos pesquisadores Claudia Gulias Gomes e Fernando Cardoso e tem por objetivo capacitar cerca de 30 produtores e técnicos que participarão do projeto na seleção fenotípica, a partir da metodologia de contagem de carrapatos, para qualificar a coleta de dados. “A programação conta com as palestras “Biologia e Identificação dos estágios evolutivos do Rhipicephalus (Boophilus) microplus”, “Seleção genômica para resistência ao carrapato bovino”, “Controle químico do Rhipicephalus (Boophilus) microplus e o manejo da resistência” e “Avaliação fenotípica: padronização do monitoramento da infestação natural / Formação do cadastro dos pecuaristas participantes do projeto”, além da demonstração do método de contagem de carrapatos e treinamento supervisionado”, relata Lobato.

Ele informou que após o treinamento, os participantes farão a coleta dos dados de avaliações fenotípicas em suas propriedades durante o sobreano e que as informações coletadas serão usadas na seleção de genes ligados à resistência ao carrapato.

Aquele assessor lembrou que apesar da grande importância econômica, a resistência à infestação por carrapatos é de difícil medição, e o acompanhamento na fazenda depende da exposição do animal às infestações, que devem ser monitoradas constantemente. “A seleção genômica para a característica resistência ao carrapato bovino poderá permitir a identificação mais precisa desses animais, eliminando a necessidade de exposição ao parasitismo e possibilitando sua classificação quando ainda jovens para uso em programas de melhoramento”.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top