Embrapa promove palestras sobre cogumelos e seus benefícios para a alimentação e saúde

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 41 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, promove neste sábado dia 31 de maio, duas palestras abertas ao público sobre os benefícios dos cogumelos comestíveis para a alimentação e saúde. A informação repassada pela assessora de comunicação da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Fernanda Diniz, dá contas que as palestras encerram o Curso sobre Cultivo de Cogumelos Comestíveis e Medicinais, que começou hoje sob a coordenação da pesquisadora Arailde Urben para 34 participantes de várias regiões brasileiras.

Diniz informou que a primeira, de 8 às 9h30, será apresentada pela pesquisadora Arailde Urben e vai abordar o tema: “Importância do uso de cogumelos: aspectos nutricionais e medicinais” e a segunda, sobre o tema “Efeitos terapêuticos de Agaricus blazei e Ganoderma lucidum” será ministrada pelo médico ginecologista e oncologista de São Paulo, Jorge Laerte Gennari, e pela médica pediatra de Brasília, Ilma da Cunha Barros, de 9h45 às 12h.

A jornalista informou ainda que o Curso sobre Cultivo de Cogumelos Comestíveis e Medicinais é oferecido todos os anos pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, com o objetivo de treinar os participantes na tecnologia chinesa Jun-Cao. “Essa tecnologia foi trazida da China pela pesquisadora, em 1995, e adaptada para o Brasil com o objetivo de reduzir os custos de produção de cogumelos, já que utiliza substratos de gramíneas, ao invés de troncos de árvore e serragem, como nos meios de cultivo tradicionais”, complementa Diniz.

Ela informou que de lá para cá a Embrapa tem se esforçado para divulgá-la junto aos produtores brasileiros, especialmente a partir de cursos, visando tornar o cultivo de cogumelos mais popular, já que apesar de seus benefícios para a alimentação humana – são alimentos muito nutritivos, com quantidade de proteínas superior a da carne 28 a 34% contra 14% da carne, ricos em vitaminas e carboidratos e com baixo teor de gordura – sua produção é ainda inexpressiva no Brasil (apenas 30g/ano), quando comparada com outros países, como a França, por exemplo, onde chega a 2 kg per capita.

Para finalizar, Diniz informou que as palestras serão realizadas no auditório central da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, localizada no Parque Estação Biológica – PqEB, final da Av. W5 Norte, em frente à Câmara Legislativa do DF.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural
Foto   : Cláudio Bezerra.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top