Energia do sol impulsiona produção, diminui custos e aumenta oferta de trabalho e renda no rural de Mogeiro

A implementação da tecnologia da energia solar deu melhores condições do aumento na produção e produtividade da família do agricultor Manoel Rodrigues da Silva, residente no Assentamento Nova Vida, zona rural de Mogeiro, Agreste paraibano.

Rodrigues foi entrevistado no Programa Domingo Rural do último domingo, 29 de novembro, via Rádio Serrana de Araruna e Rádio Stúdio Rural, justificando que os preços da energia elétrica quase inviabilizavam sua atividade camponesa que tem a criação de tilápia e avicultura como um dos alimentos de importante referência na diversidade do sistema produtivo já que a partir de então a geração da energia vem proporcionando capacidade de produção e formas de armazenar os produtos no processo de congelamento para períodos apropriados de comercialização. “Estou pagando aproximadamente R$ 1700,00 anual, R$ 160,00 por mês”, explica aquele camponês informando que o projeto já tem três anos em funcionamento e acrescentando que ao final o parque gerador de energia será dele com capacidade de vida útil, cabendo à família o processos de manutenção dos implementos geradores da energia.

Ele diz acreditar que muitas famílias no campo e na cidade passarão a adotar as novas tecnologias que fortalecerão os sistemas camponeses de produção. “Já temos outros projetos implantados no nosso município e muita gente já veio visitar o projeto com vontade de implantar nas propriedades deles também”, comemora.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Voltar para o topo