Especialistas discutem viabilidade do sorgo sacarino enquanto fonte de renda aos canavieiros paraibanos

Um dos maiores especialistas sobre sorgo sacarino no país, Dr. José Geraldo Eugênio, da Embrapa Milho e Sorgo de Minas Gerais, e o Dr. José Nildo Tabosa, do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), vão se reunir na manhã desta quinta-feira (14) com produtores de cana de açúcar e indústrias paraibanos para debater sobre a importância do sorgo sacarino ou sorgo energia como opção complementar à produção de cana de açúcar, visando a produção de etanol.

A informação é da assessora de comunicação da ASPLAN, Associação dos Plantadores de Cana style=mso-spacerun: yes>  da Paraíba, asseverando que o encontro será realizado a partir das 9h, no auditório daquela entidade, localizado na Rua Rodrigues de Aquino, Nº 267, no Centro de João Pessoa e terá como tema “Cultivo do sorgo sacarino”, onde os especialistas vão abordar questões como custo de produção, condições ambientais que a planta exige para se desenvolver, as épocas mais ideais para o plantio, a produtividade, a capacidade de produção da planta na produção do etanol, além dos subprodutos do sorgo.

News informou que para o presidente da Asplan, Raimundo Nonato(foto), essa discussão além de oportuna é importante para todos os que integram o segmento sucroalcooleiro local comentando que o sorgo surge como alternativa para produção de etanol e é uma cultura que pode ser plantada na entressafra, tornando-se uma outra fonte de renda para o produtor e além do que, com o mundo cada vez mais a procura por fontes de energia renováveis, o sorgo sacarino surge como uma alternativa viável e promissora, já que assim como a cana serve para fazer etanol.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top