Feiras agroecológicas se intensificam por toda a Paraíba

As Feiras com venda direto ao consumidor, fruto das experiências com agroecologia da agricultura familiar estão se intensificando por todo o Estado da Paraíba. Essa é a conclusão a que chega a equipe Stúdio Rural após entrevistar agricultores e agricultoras familiares, lideranças de agricultores e entidades de pesquisas e governamentais durante o lançamento do Informativo “O Candeeiro”, desenvolvido pela ASA-PB, Articulação no Semi-árido Paraibano que congrega Sindicatos, Associações de Agricultores dentre outras entidades que lutam pelo acesso a terra, crédito, tecnologias adaptáveis a região dentre outras ações que visam transformar as ações em políticas públicas capazes de fixar as famílias no campo a partir da oferta de ocupação e renda de forma sustentável em todo o Semi-árido.Programa Domingo Rural deste domingo(16) entrevistou o representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade de Aparecida, no Auto Sertão da Paraíba, Hélio Roque de Assis e a representante da CAAASP, Central dos Assentamentos e Acampamentos do Auto Sertão da Paraíba, Maria do Socorro Gouveia que falaram sobre o conjunto das experiências com agroecologia, especialmente com as feiras agroecológicas desenvolvidas no Médio e Auto Sertão paraibano. “Isso é resultado de uma política de formação, é nos assentamentos que está concentrada uma assistência técnica não convencional, assistência técnica das organizações da sociedade civil, então acredito que é por isso mesmo que é nos assentamentos que está sendo o ponta-pé para a expansão da produção agroecológica no Sertão”, argumenta Roque. Hélio Roque citou como experiências de referência naquela região sertaneja o Assentamento Acauã e o Assentamento Angélica, em Aparecida; o Assentamento Santo Antônio e o Assentamento Valdecir Santiago, em Cajazeiras; e o Assentamento Bartolomeu no município de Bonito de Santa Fé que, segundo ele, têm servido de estímulo para as comunidades de agricultores dentro e fora dos assentamentos da reforma agrária que produzem para a alimentação das famílias e o excedente colocam a disposição dos consumidores através da venda direta nas feiras agroecológicas. Ele disse que no Assentamento Acauã tem uma associação que se empenha em organizar grupos a exemplo do grupo de crianças que fazem o viveiro de mudas e produção de hortaliças; grupo de mulheres que produzem hortaliças em volta da mandala coletiva e um outro grupo que está produzindo a margem do Canal da Redenção, acrescentando que são cerca de 122 famílias morando no assentamento e 114 assentadas que produzem em diversas mandalas. Roque disse que o trabalho feito com as entidades nos Assentamentos Rurais vem mudando o hábito das famílias de agricultores que antes não tinham o hábito de plantar e consumir as hortaliças e que hoje usam os produtos diversos na dieta das famílias de agricultores. Para a representante da CAAASP, Central dos Assentamentos e Acampamentos do Auto Sertão da Paraíba, Maria do Socorro Gouveia, o número de experiências de produção limpa e o sistema de venda nas feiras agroecológicas estão se expandindo por todo o Estado da Paraíba. “Aqui na Paraíba já são mais de 10 anos que começou essas experiências pequenininhas em todos os lugares e agora começa a ampliar, o número de famílias começa a crescer, no Sertão nós tínhamos uma feira e hoje já temos quatro, começamos com as cisternas de placas na fase experimental e hoje já temos mais de três mil cisternas construídas, barragens subterrâneas, estamos agora querendo começar a experiência da cisterna calçadão, então isso vai se ampliando cada vez mais, além de todas as discussões de preservação do meio ambiente que vai desde não queimar, de fazer um manejo correto da caatinga e todos os modos de se ter uma boa convivência com o Semi-árido”, argumenta Gouveia num balanço de ações desenvolvidas e apresentadas através do Programa Domingo Rural da Rádio Serrana de Araruna AM 590 kHz. Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top