Festa Regional da Semente da Paixão acontece e supera expectativa no Seridó paraibano

Entidades de agricultores em parceria com a Petrobrás realizaram na última sexta-feira(25) a IV Festa Regional das Sementes da Paixão, evento que aconteceu na Comunidade Canoa de Dentro, município de Pedra Lavrada e que contou com quase 300 participantes entre agricultores experimentadores, entidades que lidam no dia a dia da agricultura familiar, entidades de governos estadual, federal e municipal interessadas em compartilhar das informações através de Barracas instalados no local. Os carrosséis evidenciaram as experiências dos agricultores em torno das sementes, recursos hídricos, ração animal dentre outras além de informações sobre a importância do uso das sementes livres dos transgênicos, venenos e produtos que causem impactos negativos a saúde das famílias de agricultores, dos consumidores e do meio ambiente.

Stúdio Rural compareceu ao local acompanhando todas as ações e experiências compartilhadas falando com agricultores e agricultoras que evidenciam as experiências e os resultados que vêm mudando a qualidade de vida das famílias nos diversos municípios acompanhados pelas ações do Coletivo Regional de educação Solidária do Cariri, Seridó e Curimataú .

Para o agricultor Paulo José dos Santos, Paulo Mariano, residente no município de Santo André, Cariri paraibano, o evento mostrou experiências importantes e diversificadas que podem ser aplicadas ao que ele já faz em sua propriedade.

O agricultor Manoel José Pereira de Oliveira, Manoel Pindoba, residente no Sítio Teotônio município de Pocinhos, participou do evento e disse ser um espaço de muito aprendizado fazendo com que as famílias ao terem contato com as práticas desenvolvidas pelas outras famílias de agricultores possam aplicar também em suas propriedades, especialmente o estímulo para que trabalhem sempre junto as suas entidades de agricultores que, de forma planejada e organizada, promovem encontros que só enriquecem os conhecimentos dos agricultores e agricultoras. “É maravilhoso, muito interessante, a gente aprende muita coisa que não tinha visto, só tenho o que agradecer pelo encontro”, disse Pindoba ao dialogar com os ouvintes dos Programas parceiros de Stúdio Rural. Ele aproveitou para levar uma pequena porção de semente sorgo para plantar em uma barragem subterrânea construída no início deste ano com o apoio do Patac, Coletivo Regional e Petrobrás e garante que irá se aprofundar nos conhecimentos sobre como fazer uma boa seleção de sementes e fazer o Banco de Sementes Familiar.

Stúdio Rural dialogou com a jovem Maria Vianei da Silva, residente na comunidade Santa Cruz de São Vicente do Seridó, que disse está participando do segundo encontro e entende ser importante acontecimento já que consegue fazer com que as famílias agricultoras avaliem suas práticas e comparem com as outras famílias em municípios e cidades diferentes. “O que mais me chamou a atenção foi não usar os agrotóxicos na produção das frutas, das verduras e nas culturas do roçado e acho que encontros como esse tem mesmo é que se repetir” diz.

Já o diretor do Colégio Agrícola Assis Chateaubriand da UEPB, em Lagoa Seca, Mário Sérgio de Araújo, disse ser importante, essencial e necessário já que lá estavam filhos de agricultores estudantes daquela casa de ensino que passarão a retransmitir aqueles conhecimentos e levar para dentro da escola e que hoje a Escola já está imbuída junto ao Polo Sindical e AS-PTA e pegando esses conhecimentos e aplicando em pesquisas e avaliações porque são experiências que já deram resultados a campo e agora a Escola quer aprimorar para fazer o melhor uso das tecnologias que ele evidenciou serem simples e de menor custo por serem produtos encontrados dentro da própria unidade de produção das famílias de agricultoras.

Maria das Dores Medeiros, representante do Coletivo Regional de Educação Solidária e residente em Cubati, disse que o evento superou as expectativas dos organizadores em número de pessoas que superou o planejado. Ela citou como exemplo a participação de organizações governamentais e não governamentais que compareceram ao espaço de ensino e aprendizado a cerca do potencial que se tem nas comunidades e de como utilizar tecnologias apropriadas. “Cada estação dessas dos Carrosséis representava uma das comissões, a gente tinha um carrossel das sementes ali na primeira estação e estava falando sobre a experiência dos Bancos de Sementes de Cubati, São Vicente e Soledade; tínhamos também o carrossel falando sobre a comissão de água para o manejo sustentável da água; tínhamos também a criação animal com as experiências dos agricultores e o que eles estão fazendo para manter seu rebanho no semi-árido; tínhamos também o artesanato e o beneficiamento de frutas” resume a agricultora.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top