Fórum mineiro discute papel da integração entre pesquisa e extensão em benefício da agricultura

O Fórum Interface Pesquisa e Extensão, realizado nessa terça-feira, 9 de abril, na sede da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), em Belo Horizonte, reuniu 14 instituições públicas e da sociedade civil para discutirem a integração entre o conhecimento científico e a assistência técnica e seus benefícios para o produtor rural.

A informação é da assessora de comunicação da Epamig, Mariana Penaforte de Assis, justificando que o Fórum foi promovido pela EPAMIG em parceria com a Emater – MG, objetiva incentivar o diálogo entre pesquisadores, extensionistas e produtores rurais sobre os gargalos e as oportunidades na transferência de tecnologia e que na opinião do presidente da Emater-MG, José Ricardo Ramos Roseno, a interação entre pesquisa e extensão acontece de maneira muito forte e clara no campo e o que é pretensão formalizar esta parceria e que para o presidente da Epamig, Marcelo Lana Franco, esta é uma oportunidade ímpar de fixar e intensificar a proximidade entre pesquisa e extensão e levar os resultados ao produtor, numa dinâmica de que quando o produtor não possa vir às entidades, então as ações irão até o produtor.

A proposta de integração entre pesquisa e extensão, segundo Penaforte, tem o apoio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e que o Fórum foi norteado por dois painéis de discussão onde no primeiro, “Diálogo entre pesquisadores, extensionistas e agricultores”, palestraram o subsecretário de Agricultura Familiar da Seapa, Edmar Gadelha, o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Luiz da Silva, e o pesquisador da EPAMIG Djalma Pelegrini, que enfatizaram a necessidade do fortalecimento das atividades de pesquisa e extensão voltadas para o pequeno produtor rural e para a agroecologia dentre outros.

Já no segundo painel, “Pesquisa e Extensão: Procedimentos e Métodos”, a chefe da Divisão de Transferência Tecnológica da EPAMIG, Juliana Simões, falou sobre a transferência e a difusão de tecnologias à extensão e aos produtores rurais e destacou que essas acontecem de várias maneiras, por meio de dias de campo, palestras e visitas técnicas, reuniões, publicações, simpósios, seminários, entre outros.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top