Mini indústria de confecção de Queimadas recebe visita do governador e recursos Governo do Estado

A Mini Indústria de confecção de Queimadas recebeu no último dia 10, no conjunto Antônio Mariz, a visita do governador Ricardo Coutinho que liberou mais recursos do governo do estado via Programa Empreender, para o fortalecimento da indústria de confecção que hoje gera cerca de 60 empregos diretos.

Antônio França Silva é diretor daquele empreendimento e, ao dialogar com os ouvintes do Programa Domingo Rural falou sobre a passagem do governador e seus auxiliares naquela tarde de sábado pela cidade de Queimadas classificando como sendo um feito importante das famílias do ramo da confecção na busca da produção e melhoria da qualidade de vida explicando que todo o dinheiro aplicado no empreendimento é do governo do estado com origem de diversos órgãos do estado. “Todo dinheiro empregado aqui é governo do estado, mudou o da instituição por onde o dinheiro saiu, porque saiu dinheiro pelo Empreender, saiu dinheiro pelo Cooperar, saiu dinheiro pela Sedap porque é um APL(Arranjo Produtivo Local), então saiu dinheiro por três instituições, mas todo o dinheiro é do governo do estado e, juntando os três, a gente vai arredondar pra R$ 800 mil reais”, explica França ao dialogar com nossa equipe.

Ele informou que o empreendimento passa a gerar trabalho e renda para 65 pessoas diretas além da geração de trabalho indireta com perspectiva de dobrar num período de cerca de um ano já que o expediente passará para dois turnos, sendo um turno com a confecção terceirizada e outro para a confecção própria. “A partir desta segunda-feira vamos estar trabalhando a linha de produção de confecção de malha, a chamada modinha. Então essa primeira linha de produção vai estar pronta, eu creio, em 15 dias, onde a gente começa a produzir com esse pessoal em 15 dias porque é o período de capacitação, porque a gente está pegando costureira que já tenha experiência, mas ela precisa passar por uma qualificação nem que seja de quatro ou cinco dias, mesmo ela sendo capacitada. Após essa formação da primeira turma a gente vai formar a demanda do pessoal de tecido plano, então a gente vai formar uma equipe de tecido plano que vai passar pelo mesmo processo, passar por essa capacitação pra fazer a linha de produção. Concluído essa linha de produção a gente inicia a linha de produção de jeans, então a gente não pode iniciar os três grupos ao mesmo tempo”, explica frança.

Marenilson Batista da Silva é pesquisador da Embrapa, foi secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca do Governo do Estado, participou do evento no conjunto Antônio Mariz e, ao dialogar com Stúdio Rural, falou sobre o papel que ele pôde exercer para que o projeto esteja agora em andamento e sobre a liberação de recursos do mesmo projeto liberado para a Coapecal, Cooperativa Agropecuária do Cariri. style=mso-spacerun: yes>  “São ações que mexem diretamente com o crescimento, com o desenvolvimento sustentável da região, ações que vão diretamente na questão da agropecuária, melhorando e incentivando esses arranjos produtivos do leite. Isso é importante porque gera renda na cidade com qualidade dos produtos, mas principalmente no campo, garantindo de forma que as pessoas garantam a produção e, também, outro arranjo importante é o arranjo das confecções que tem na cidade esse grande foco e esse é um trabalho que foi feito durante alguns anos e eu tive a oportunidade de estar a frente da Secretaria da Agropecuária e Pesca nesta parceria com esse arranjo de confecções que, com certeza, está beneficiando diretamente 65 famílias e indiretamente várias pessoas aqui no município de Queimadas”, explica Marenilson ao dialogar com o público ouvinte do Programa Domingo Rural via Rádio Serrana de Araruna, Rádio Quemadas FM e Rádio Bonsucesso de Pombal.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top