Mobilizadora Procase divulga e avalia ações do projeto no território Cariri Oriental

SR140218bUm verdadeiro sucesso a ação desenvolvida pelo Projeto Procase na vida da agricultura familiar da região do Cariri Oriental com investimentos na estruturação do campesinato daquela microrregião é a opinião da mobilizadora social do Procase, Elvira Maria Figueiredo Rêgo em entrevista a equipe Stúdio Rural.

No último dia 06 ela participou da primeira reunião ordinária do Fórum de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Cariri Oriental Paraibano neste ano de 2018, em Soledade, e em exposição falou sobre o conjunto das ações empreendidas e sobre novos recursos que serão empreendidos neste novo ano. “O Procase, na verdade, é um acordo de empréstimo na cifra de R$ 100 milhões, então nestes seis anos estamos trabalhando na execução desses recursos, todos injetados na agricultura familiar, isso é inédito na história da Paraíba, o Procase foi projeto pensado nos governos que antecederam o Governo Ricardo Coutinho e tinha uma outra destinação, ele ia para um outro nível de organização de agricultores e aí o governo da Paraíba redirecionou esse projeto para os pequenos, a agricultura familiar, pra quem nunca foi visto anteriormente, então tenho muita alegria de fazer parte deste processo num governo que olha para a agricultura familiar e que investe na agricultura familiar porque acredita nela”, explica aquela liderança ao dialogar em entrevista com Stúdio Rural.

Elvira explicou que o projeto está em sua fase final dos seis anos proposto para sua execução junto ao FIDA, Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura mas que o governo estadual está buscando novas parcerias para serem continuadas na agricultura familiar. “Então nós estamos em fase de execução de propostas aprovadas e conveniadas nos anos de 2014 e 2016 aqui no território do Cariri Oriental, nos 14 municípios, e estamos pra finalizar uma ação do Governo do Estado que foi apresentada a partir de junho de 2015 que é o Plano Emergencial de Convivência com a Estiagem em cinco territórios de atuação do Procase e aqui no Cariri Oriental envolvendo os 14 municípios do território, essa ação prevê injeção em ações hídricas com meio hectare de alimentação forrageira com assistência técnica que na fase atual estamos retomando esta ação com contratação da empresa que vai reiniciar esse trabalho com instalação dos kits para a produção de forragem junto as famílias que com a assessoria plantará o que a água possibilitar”, explica.

Aquela liderança explicou que há forte priorização do programa para que haja ampla participação de jovens, mulheres e comunidades tradicionais quilombolas por entender que têm sido setores historicamente excluídos de ações e políticas públicas. “Estamos e estaremos presentes em todos os nossos territórios, inclusive agora pra março estaremos divulgando o nosso intercâmbio anual de mulheres atendidas pelo Procase, já temos município certo que vai ser Boqueirão onde vamos reunir mulheres dos 14 municípios aqui do Cariri Oriental que o Procase atende, assim como os outros territórios também, vamos reunir em média de 80 a 100 mulheres lá em Boqueirão onde vamos passar três dias trocando experiências dessas mulheres com suas experiências e vivências de suas comunidades, sendo um momento que a gente promove anualmente”, explica Figueiredo Rêgo ao dialogar com nosso público ouvinte Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top