Mulheres no município do Congo desenvolvem reciclagem de garrafas Pet para fabricação de vassouras ecológicas

Mulheres do município vêm desenvolvendo um trabalho ecologicamente correto e economicamente viável a partir da utilização da fabricação de vassouras com utilização de garrafas Pet e, como forma de fortalecer o trabalho, no último sábado(27/07), durante os festejos da Festa de Santa Ana, lançaram uma campanha de recolhimento de garrafas com o compromisso de destiná-las na fabricação do produto.

Segundo Érica Chianca, assessoria de imprensa da Concern Universal Brasil, as empreendedoras são da comunidade de Riacho do Algodão, contam com o apoio da Prefeitura Municipal, e contarão com um ponto de recolhimento permanente dentro da Secretaria de Ação Social do Município, que funcionará de segunda a sexta, em horário comercial e que aos sábados, o ponto de recolhimento será instalado na Feira Agroecológica da cidade. “Nos dois casos os locais de recolhimento terão indicações visuais de onde o doador das garrafas PET pode deixar o material”, explica.

Aquela assessora informou que as mulheres envolvidas na fabricação das vassouras ecológicas são integrantes do ‘Projeto Mulheres do Cariri’, que é executado pelas parcerias do Cunhã Coletivo Feminista, Concern Universal, Centro da Mulher 08 de Março, Projeto Dom Hélder Câmara (PDHC) e organização vinculadas (Gajuc, Cooperativa Vínculos e Copagel), com o cofinanciamento da União Européia numa ação que visa beneficiar mais de três mil pessoas, entre mulheres e familiares, com impacto na geração de renda e maior igualdade nas relações de poder até o final de 2014. “O ‘Mulheres do Cariri’ disponibiliza para as beneficiadas acompanhamento técnico, formação, capacitação e assessoria, além informar a população sobre os direitos das mulheres e defender a valorização do trabalho feminino”, explica.

Chianca explica que o ‘Mulheres do Cariri’ disponibiliza para as beneficiadas acompanhamento técnico, formação, capacitação e assessoria, além informar a população sobre os direitos das mulheres e defender a valorização do trabalho feminino.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top