Participantes de Encontro Nordestino do Leite avaliam evento

De 22 a 23 deste mês a cidade de Campina Grande foi sede do VI Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados, evento que aconteceu no Centro de Convenções Raimundo Asfora e que contou com empreendedores de estados diversos objetivando discutir o potencial do mercado lácteo e o potencial nacional e internacional do segmento.

Promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas(Sebrae) o evento constou de ampla programação a exemplo de palestras diversas discutindo o empreendedorismo no Século XXI, Perspectivas para a indústria de laticínio, Mercado e potencialidades do leite de cabra no Nordeste, Cooperativismo na cadeia produtiva do leite além do II Fórum da Caprinocultura Leiteira que também contou com palestras evidenciando as Boas práticas agropecuárias na produção de leite de cabra em comunidades de base familiar na Região Nordeste do Brasil dentre outras temáticas trabalhadas em palestras e oficinas.

“É um evento muito importante principalmente para os produtores da região da Paraíba e de todos os Estados que participaram, até porque aqui neste evento foram apresentadas palestras técnicas muito importantes no que se trata de alimentação, custo de produção, manejo, ou seja, muita diversidade que os produtores com certeza e os técnicos também com certeza retornando pra suas residências vão poder utilizar os conhecimentos aqui adquiridos, é claro, ainda há uma necessidade muito grande de ser diversificado, de ser trabalhado esses resultados e palestras apresentados levados ao produtor a importância desses dados pra que ele possa cada vez mais está utilizando esses resultados e com isso aumentar a sua produção, ou melhorar, seus resultados econômicos e assim ganhar dinheiro mantendo-se no campo e ter a sua família satisfeita vivendo da agricultura de resultados favoráveis dentro de seu sistema produtivo”, esse é o argumento do zootecnista doutorando da UFPB/Areia, Josimar Torres Gomes, ao contatar com Stúdio Rural que esteve presente no evento compartilhando com seu público as informações que são de interesse dos ouvintes em todas as microrregiões da Paraíba e outros estados nordestinos.

Para o representante do Sebrae na região do Cariri paraibano, Samuel Mayer, no evento convergiram técnicos profissionais, estudantes, produtores e representações de instituições interessados no mercado do leite que está se expandindo em todo o Nordeste, explicando que a região do Cariri veio forte ao evento em razão da larga experiência e o conjunto da agregação de valor nos produtos lácteos e em torno dos conhecimentos com genética e suporte forrageira que fortalecem a cadeia produtiva do segmento. “Como não poderia deixar de ser, o Cariri está demonstrando que tem toda essa potencialidade, nós marcamos presença neste evento dessa dimensão e demonstramos também inclusive para a surpresa nossa, todos os Estados parabenizando, valorizando se integrando, inclusive buscando informações das tecnologias procedidas na elaboração desses programas de caprinovinocultura principalmente aqui na região do Cariri”, argumenta Mayer, dizendo ter sido mostrado que esse é o caminho e que todos os estados estão compartilhando das mesmas experiências.

O secretário da agricultura do município de Gurjão, Cariri paraibano, Cícero Romero Callou Bezerra, avalia como um evento altamente produtivo que não abrangeu só a Paraíba e que foi de amplas discussões de interesse dos Estados nordestinos como um todo, evidenciando o papel que o Sebrae tem exercido em toda junto a economia de toda a região . “Com certeza, é como eu assisti agora a pouco uma entrevista e quem alicerçou o programa de leite no cariri foi o Pacto Novo cariri, e o Pacto Novo Cariri nada mais é do a união, a força de várias instituições, principalmente o Sebrae que encabeçou esse projeto e esse movimento”, esclarece.

O coordenador estadual do Sebrae na Paraíba, Luiz Alberto Gonçalves, disse que não só o Sebrae mas também a Paraíba sai contemplada com o evento, especialmente as regiões aonde a produção leiteira tem despontado com avanços tecnológicos e o Nordeste já que se tratou de um evento nordestino, dizendo acreditar que o Nordeste e outros estados de otras regiões presentes saíram ganhando com o evento que trouxe novas informações associadas ao tema que foi “inovação” e que contribuirá no segmento como um todo. “Espero que agora o próximo evento que deverá ser realizado no Ceará no próximo ano seja tão bom ou melhor do que esse aqui”, comemora Gonçalves. “O Nordeste continua ensinando e aprendendo e assim é o ciclo da vida de cada um de nós, ou seja, ensinar, aprender e depois ensinar e aprender novamente”.

Já o pesquisador da Emepa e coordenador do Leite da Paraíba, Aldomário Rodrigues, disse ter sido um evento muito positivo á que foi bem freqüentado, bem debatido, as palestras de bom nível e diz entender que a Paraíba se enriqueceu muito, especialmente o setor do leite, dizendo esperar que outros encontros semelhantes voltem a acontecer para que o produtor e o industrial possam a cada dia reciclar seus conhecimentos. Como sugestão, inclusive é uma sugestão que eu deveria ter trazido pra esse encontro, é que se faça um fórum dos programas de leite dos diversos estados do Nordeste, nós temos alguns problemas, esses problemas precisam ser resolvidos e eles têm que ser resolvidos de forma colegiada. Como nós temos nove estados no Nordeste e mais o norte de Minas Gerais que é atendido por esse programa nós poderíamos trazer ou ter trazido pra esse encontro as coordenações desses programas dos estado, no caso são dez coordenações, trazer prá cá talvez algo em torno de cem laticínios que atendem as necessidades desse programa, talvez umas quinhentas associações e cooperativas que existem ao longo de todo o Nordeste, trazer também a Câmara Setorial do Leite, trazer as representações nossas no Congresso Nacional para que a gente possa efetivamente resolver essas questões que ainda estão pendentes ou perdoarias nos programas do leite não apenas no estado da Paraíba mas em todo o Nordeste”, sugere Rodrigues.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top