Pesquisador da Embrapa Algodão morre após complicações pulmonares

Faleceu às duas horas da madrugada da última quarta-feira(21), o pesquisador Aurelir Nobre Barreto que havia sido internado no último dia 29 de abril na Clinica Santa Clara, em Campina Grande, após sofrer um infarto.

Segundo o assessor de imprensa da Embrapa campinense, Dalmo Oliveira, a partir daí, o pesquisador passou por duas cirurgias e foi levado à Unidade de Terapia Intensiva com problemas pulmonares. “Segundo os médicos a causa da morte foi uma parada cardiorrespiratória”, argumenta Dalmo, acrescentando que o corpo foi velado na manhã de da quarta-feira na mortuária São João, em Campina Grande e posteriormente seguiu para a cidade de Natal (RN), para o sepultamento.

Dalmo diz que a Embrapa Algodão perde também um esforçado e renomado pesquisador que possuía graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (1977) e mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Paraíba (1979) e nos próximos dias defenderia também a sua tese de Doutorado pela UFPB. “A partir do início da década de 80 fez uma série de especializações em drenagem e salinidade style=mso-spacerun: yes>  de solos pela Utah State University”, complementa.

Dalmo justifica ainda que Aurelir era pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária desde março de 1990, tendo trabalhado também, na Embrapa Tabuleiros Costeiros, em Aracaju (SE) no período de 1999 à 2003 e tinha experiência na área de Engenharia Agrícola , com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: Arroz irrigado, Cultivares.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top