Produção algodoeira do Pajeú pernambucano apresenta saldo positivo no orgânico 2020

Famílias agricultoras dos municípios Sertânia, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, São José do Egito e Mirandiba, Sertão do Pajeú pernambucano, já estão em pleno processo de comemoração com os resultados da produção do algodão orgânico nesta safra 2020 nas dinâmicas de diversidade da agricultura familiar no semiárido.

A informação é do agricultor familiar e componente do coletivo de agricultores produtores do algodão agroecológico, Cícero Aldo dos Santos Rodrigues, residente na comunidade Jatobá de Baixo, zona rural de Serra Talhada, durante entrevista no Programa Domingo Rural do último domingo 17 de maio. “A gente está no segundo ano do projeto muito animado, apesar dessa pandemia do coronavírus que chegou de repente e nos pegou de surpresa, porque nós temos uma programação pra gente poder está fazendo reuniões de acompanhamento e monitoramento e agora estamos fazendo tudo através do whatsapp, mas infelizmente é necessário em razão do momento, mas a gente está animado”, explica Cícero Santos que é também componente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural daquele município e da Associação Agroecológica de Certificação Participativa do Pajeú.

Cícero explicou que a sociedade está cumprindo todas as dinâmicas de distanciamento para o covid-19 o que tem feito com que as famílias ampliem sua dedicação a produção na agricultura, que o inverno foi gradativo beneficiando a cultura, que as famílias estão conseguindo vender seus produtos alimentícios para o urbano de seus municípios de forma segura e que a produção agrícola do milho, feijão, fava e outros gêneros está segura e se somando a produção do algodão que já tem a garantia de venda de forma antecipada. “O projeto tem o comprador e ele, apesar da pandemia, já disse que a compra está garantida e que a gente não se preocupasse com relação a compra do nosso algodão e a gente fica feliz”, explica Cícero evidenciando o papel que as organizações da sociedade e dos governos vêm desempenhando dentro do projeto naqueles municípios. “Aqui em Serra Talhada a gente tem uma parceria muito boa com as instituições que participam do processo e acho que por isso o resultado a gente vê aqui que está dando certo”, comemora aquele agricultor.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo