Produtores rurais paraibanos criam ONG para preservação da caatinga

A Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa) e o Sindicato dos Produtores Rurais de Campina Grande, realizaram na última sexta-feira (27), solenidade de criação da PROMATA, uma organização não governamental que atuará na defesa e preservação da caatinga nordestina, também chamada de mata branca.

Segundo a assessoria do sistema Faepa Senar, o evento acontece na sede do Clube dos Diretores Lojistas de Campina Grande, contando com palestras, eleição e posse da primeira diretoria da Promata. Num evento aberto a todas as pessoas interessadas em assuntos relativos a defesa e preservação do ecossistema Caatinga.

Entre os objetivos da Promata, informa, destacam-se: A defesa, preservação e conservação do bioma Caatinga e promoção do desenvolvimento sustentável no seu meio ambiente; Combater a desertificação do Semi-árido do Nordeste Brasileiro e o aquecimento global; Reflorestar e preservar o bioma Caatinga do Semi-árido do Nordeste Brasileiro; Criar nas micro-regiões do Semi-Árido viveiros de plantas nativas do bioma “caatinga” para reflorestamento; Incentivar a pesquisa em biotecnologia utilizando os recursos naturais do bioma “caatinga”; Formar educadores ambientais nas escolas públicas e privadas.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top