Rede de Biossegurança da Embrapa apresenta resultados à sociedade

Na próxima quarta-feira(16), pesquisadores de 14 centros de pesquisa da Embrapa e de outras instituições científicas participam de uma reunião para apresentar à sociedade os resultados do projeto que criou a Rede de Biossegurança da Empresa (BioSeg) em evento que acontecerá no Hotel Saint Peter, em Brasília, à partir das 14h.

Segundo a assessora de comunicação da Embrapa Meio Ambiente, Maria Cristina Tordin, este encontro será precedido de uma reunião interna da equipe do projeto, no dia 15, para avaliação e consolidação dos resultados alcançados até o momento.

A Rede de Biossegurança da Embrapa, informou, é iniciativa pioneira no Brasil que tem por objetivo gerar e adaptar metodologias científicas para a avaliação da segurança ambiental e alimentar dos organismos geneticamente modificados (OGM) desenvolvidos pela Embrapa, visando atender as exigências legais para liberação de transgênicos, bem como dar respostas científicas aos diversos segmentos da sociedade que se preocupam com o assunto.

Tordin informou que, desde 2002, os cientistas têm avaliado a segurança de cinco cultivares: a soja resistente a herbicida, o algodão resistente a insetos e feijão, batata e mamão resistentes a vírus que atacam essas culturas. “Além de verificar a segurança de uso dos produtos da Embrapa, a BioSeg contribuiu para o desenvolvimento de metodologias adequadas à nossa realidade e geração de informação científica relevante quanto a genes, situações ecológicas e sistemas de produção específicos, que pode ajudar os formuladores de políticas públicas e os tomadores de decisão”, relata.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top