Reforma agrária é tema proferido por deputado paraibano em João Pessoa

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) proferiu palestra no último dia 25, durante a reunião dos representantes das áreas de conflitos de terras na Paraíba, no Mosteiro de São Bento, em João Pessoa onde estiveram presentes 52 representantes de 24 assentamentos e acampamentos do estado.

A informação é da assessoria daquele parlamentar, justificando que durante a reunião que é promovida pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e acontece toda última terça-feira de cada mês, o deputado falou sobre a conjuntura da reforma agrária no Brasil e citou os resultados do 6º Congresso do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em que ele participou, realizado no início do mês, em Brasília. “O deputado enfatizou que é preciso lutar e construir reforma agrária popular no Brasil”, explica aquela assessoria acrescentando que Anastácio que esse foi o lema do congresso, que fez os 18 mil participantes verem que o país necessita de uma reforma agrária que parta da aspiração dos 100 mil trabalhadores que ainda vivem em acampamentos, em todo país, a espera de terra para trabalhar.

Aquela assessoria explicou que o parlamentar deixou claro que defende o governo do PT, mas reconhece que é preciso avançar no programa de reforma agrária é reafirmou estar ao lado dos trabalhadores, como sempre esteve, e estará com eles na luta pelas transformações sociais. “O deputado disse ainda que é preciso avançar mais com os programas do governo federal de Compra Direta (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), junto à agricultura familiar”, relata a assessoria.

Dentre as defesas e propostas, o deputado disse ainda que é necessária a adoção de um programa de reflorestamento nos assentamentos, a adoção de um mutirão de alfabetização de adultos no país, para os 14 milhões de analfabetos; mais recursos para o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) e entre outras coisas, mais rigor na legislação para impedir a venda e negociação de lotes da reforma agrária.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top