Safra 2007/2008 deve atingir seis milhões de toneladas de cana na PB

A estimativa da safra 2007/2008 na Paraíba é de atingir, aproximadamente, 6,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar segundo projeções do Sindicato da Indústria do Álcool da Paraíba (Sindálcool). Desse total de cana moída, nas nove unidades industriais em funcionamento no Estado, devem ser produzidas cerca de 135 mil toneladas de açúcar e 391 milhões de litros de álcool.

Segundo a assessora de comunicação da Asplan, news Comunicação, atualmente, entre 60% e 70% da matéria-prima é oriunda de lavouras próprias ou arrendadas pelas indústrias, sendo o restante produzido pelos fornecedores ligados a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) e que o processo de moagem foi iniciado em setembro do ano passado e a previsão de encerramento é no mês de março. “Conforme dados do Departamento Técnico Asplan, até o início de fevereiro já tinha sido processadas cerca de 3,2 milhões de toneladas”, revela news, acrescentando que esses dados não incluem a produção da indústria Pemel, que até o momento não repassou os dados para a entidade.

News informou que o presidente da Asplan, Raimundo Nonato Siqueira, lembrou que os números indicam que houve um aumento da produção em relação à safra de 2006/2007, cuja produção ultrapassou pouco mais de 5 milhões de toneladas, mas que a situação do fornecedor ainda continua difícil, esclarecendo que a remuneração que recebida pelo fornecimento da cana-de-açúcar não está cobrindo os custos investidos com a produção e que, em conseqüência, a situação dos plantadores está muito difícil e é preciso que os Governos, tanto em nível estadual quanto federal atentem para essa grave situação, já que o setor canavieiro, principalmente no Nordeste, é tido como um importante sustentáculo econômico e social.

Ao contatar com Stúdio Rural News informou que na Paraíba, existem nove unidades sucroalcooleiras, sendo que uma trabalha apenas com a fabricação de açúcar (Agroval), duas fabricam álcool e açúcar (São João e Monte Alegre) e seis produzem só álcool (Tabu, Giasa, Japungu, Miriri, Una e Pemel). “A Paraíba detém a terceira maior produção de cana-de-açúcar do Nordeste, uma vez que produz mais que o Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe, Maranhão e Piauí. Produção inferior mesmo só em relação a Alagoas e Pernambuco, que são tradicionalmente os maiores produtores da região”, revela News, complementando que o setor sucroalcooleiro paraibano gera cerca de 30 mil empregos diretos durante a entressafra e 40 mil em épocas de safra.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top