Santa Cecília realiza Dia de Campo evidenciando políticas públicas de convivência com o Semiárido

SR010615dAgricultores e agricultoras do município de Santa Cecília participaram de um Dia de Campo organizado pela Emater, escritório Santa Cecília, com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar SINTRAF daquele município, evento que aconteceu na última quinta-feira(28) no sítio Cecília de Cima de propriedade do senhor.

A informação é do assessor técnico daquele escritório de extensão, Ailton Francisco dos Santos, explicando que o evento contou com a presença de mais de 150 agricultores e agricultoras familiares, presidentes de associações, membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável dentre outras lideranças políticas do município além de técnicos do Banco do Nordeste de Campina Grande, extensionistas chefes dos escritórios da EMATER de Umbuzeiro, Alcantil e Santa Cecília, além dos assessores regionais e do coordenador da regional da EMATER Campina Grande. “O dia de campo que frisou as principais políticas públicas voltadas para a agricultura familiar e técnicas de convivência com o semiárido, teve cinco estações, sendo elas respectivamente, 1) políticas públicas – enfocado o crédito fundiário, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), Declaração de Aptidão ao PRONAF e Garantia Safra; 2) Armazenamento de forragem e hidroponia do milho; 3) Barragem subterrânea; 4) Palma forrageira e a cochonilha do carmim; 5) PRONAF B (Agroamigo e Agroamigo Mais do Banco do Nordeste)”, explica aquele assessor ao dialogar com Stúdio Rural.

Ao contatar com nossa equipe, aquele assessor explicou que o dia de campo teve como objetivo, além de difundir junto ao agricultor as políticas públicas que eles podem acessar, demonstrar técnicas simples que estão ao alcance desses agricultores para melhor a convivência com a região semiárida. “Armazenar água de maneira que diminua a evaporação, e armazenar forragem são duas maneira que possibilitam a produção animal, mesmo em períodos de longas estiagens, como está acontecendo agora.

Durante o evento foram doadas raquetes de palma resistente a cochonilha do carmim, e mudas de gliricídia. O dia de campo finalizou com um lanche oferecido pela EMATER aos agricultores”, finalizou Ailton.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo