São Miguel do Gostoso-RN ganha sua feira agroecológica da reforma agrária

SR080615aFoi inaugurada na noite do dia 28 de maio(quinta-feira) a Feira Agroecológica da Reforma Agrária de São Miguel do Gostoso, município turístico do litoral potiguar, a cerca de 102 quilômetros de Natal, capital do Rio Grande do Norte.

A informação é da assessora do incra-RN, Kalyandra Vaz, é tema no Programa Domingo Rural do domingo(31/05) e, conforme as informações, a feira, fica acontecendo a cada 15 dias, das 18h às 22h, na Rua dos Camboeiros, 245, no Centro da cidade, onde serão comercializados os alimentos e peças de artesanato produzidos em 12 assentamentos dos municípios de São Miguel do Gostoso, Touros e Pedra Grande, na região do Mato Grande.

Ao contatar com Stúdio Rural, Vaz informou que a organização da feira é do Instituto Potiguar de Desenvolvimento de Comunidades (Idec), entidade contratada pela Superintendência Regional do Incra no Rio Grande do Norte (Incra/RN) para executar serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) nos 12 assentamentos, beneficiando 945 famílias assentadas. “De acordo com a assistente social e coordenadora-geral do Idec, Maria Lúcia da Cunha, a produção destes assentamentos era comercializada até o mês de abril em Natal, em uma feira realizada quinzenalmente nas manhãs de sexta-feira, durante pouco mais de um ano, no Espaço Cultural Rui Pereira, popularmente conhecido como beco do Zé Reeira, na Cidade Alta”, explica aquela assessora ao dialogar com nossa equipe Stúdio Rural/590kHz acrescentando que para conquistar clientela para a nova Feira Agroecológica, o Idec usou um carro de som para divulgação e visitou hotéis e pousadas de São Miguel do Gostoso.

Vaz explicou ainda que os cerca de 20 assentados-feirantes da Feira Agroecológica da Reforma Agrária de São Miguel do Gostoso pertencem aos assentamentos: Antônio Conselheiro, Santa Fé, Boa Esperança, Ouro Brando e Canto da Ilha (São Miguel do Gostoso); São Sebastião II, Canudos, Planalto do Retiro, Colorado, Chico Mendes e Quilombo dos Palmares (Touros); e Bonsucesso (Pedra Grande) que levam a diversidade da agricultura familiar agroecológica a exemplo de hortaliças como alface, espinafre, rúcula, couve, coentro e cebolinha; frutas da estação; feijão verde; macaxeira, batata e inhame; mel de abelha; galinha caipira; e peças de artesanato.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo