Secretaria pernambucana da agricultura investe R$ 1,6 milhão no plantio da mandioca

O governador Eduardo Campos e o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, assinaram protocolo de intenções com a participação do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e a Mina Grande para reestruturar, incentivar e proporcionar a sustentabilidade da cadeia produtiva da mandioca objetivando beneficiar a Cadeia Produtiva da Mandioca e prevê o preparo de solo de 5 mil hectares de terra para o plantio da cultura da mandioca, através do Programa Terra Pronta no valor de R$ 700 mil reais e distribuição de 5 mil toneladas de maniva no valor de R$ 900 mil, gerando aproximadamente 7 mil empregos diretos.

A informação é da assessora de comunicação daquela secretaria de agricultura, Jaqueline Macedo, justificando que estarão envolvidos na atividade os municípios de Alagoinha, Arcoverde, Buique, Pedra, Pesqueira, Tupanatinga, Venturosa, Belo Jardim, Panelas, Águas Belas, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Paranatama, Saloá, São João, Calçado, Canhotinho, Lajedo, São Bento do Una, Jurema e Sanharó.

Ainda segundo aquela assessora o governo está providenciando a construção de uma Unidade de Processamento de Carne em Ouricuri e outra em Custódia com investimentos de R$ 554.130,66, em Ouricuri, e R$ 536.678,68, em Custódia, resultado da parceria entre a Secretária de Agricultura e Reforma Agrária e Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). “O prazo para conclusão da obra é de 180 dias”, esclarece.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top