Secretário nacional do desenvolvimento agrário explica Territórios da Cidadania

Ao participar do Programa Domingo Rural deste domingo(24) o secretário nacional do desenvolvimento agrário, Humberto Oliveira, falou sobre o que é, á quem se destina, quantos territórios serão incluídos no programa, quais os critérios de participação dentre outros esclarecimentos aos ouvintes das emissoras filiadas e aos milhares de leitores e ouvintes do WWW.studiorural.com que todos os domingos compartilham a comunicação rural mais clara, mais firme e mais objetiva de todo o semi-árido brasileiro.

Ao explicar sobre os critérios de escolha de cada território, Oliveira disse que trata-se de um programa piloto á ser ampliado de forma gradual e que critérios baseados no IDH, Índice de Desenvolvimento Humano entre outros critérios decidiram pela escolha de cada território. “Nós não podemos começar com todos os territórios do Brasil, por isso nós tivemos que fazer escolha e o que é importante pro governo e pra sociedade em geral é entender que nós procuramos contemplar aquelas regiões e territórios com menor mecanismo, com menor IDH e que ao mesmo tempo tivesse maior concentração dessas populações no campo que é o caso aí no estado, o Território da Borborema, o Território da Zona da Mata Norte e Zona da Mata Sul, embora os municípios de Campina Grande e João Pessoa estejam nesses territórios e concentram grande parte do PIB do Estado e não correspondem exatamente a estes critérios, mas nós estamos olhando a integração das áreas do entorno desses municípios inclusive com esses municípios”, justifica Oliveira, dizendo não ser intenção do governo separar pobres dos ricos, buscando juntar e dar oportunidades a essas populações.

Ele disse que até 2010 o governo trabalhará mais 60 territórios que são automaticamente candidatos ao Programa e ao ser perguntado pelo apresentador do Programa sobre qual a possibilidade de ter havido influência de agentes políticos no processo e na escolha, o secretário disse reconhecer os baixos índices de desenvolvimento humano, quando relacionados a outros territórios paraibanos, mas garante que a concentração de assentamentos da reforma agrária e a concentração de comunidades quilombolas são dados decisivos para a escolha do Território da Borborema, Zona da Mata Norte e Zona da Mata Sul, ficando o Território do Cariri na condição de forte candidato para entrar nos programas futuros. “Eu tenho quase que convicção que o Cariri seria um candidato muito forte pra no ano seguinte ao Programa, eu tenho quase convicção, não digo isso que nós garantimos porque vai haver discussão, inclusive reunindo o próprio governo do estado e os municípios”, reforça Oliveira, dizendo que esses questionamentos de influências políticas e ou reivindicações de inclusão de outros territórios fora do processo são sempre bem vindas, porque o que os representantes do governo querem é aprovar uma sistemática de operar políticas públicas como uma nova forma de gestão.  style=mso-spacerun: yes> 

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top