Soledade realiza XI Semana Cultural e Stúdio Rural evidencia ações culturais

A cidade de Soledade, no Cariri Oriental, realizou durante os dias 28 e 29 de novembro a XI Semana Cultura com apresentação de quatro duplas de violeiros composta de Antonio Lisboa e Edmilson Ferreira, Rogério Meneses e Ismael Pereira, Raimundo Borges e Severino Feitosa, Onofre Tomaz e Moises Neto além dos trios de forró tradicionais Forró Danado de Bom, Forró Zé De Chico Paulo, Forró Bicho Bom, Forró de Seu Miro, Cheiro de Forró e Forró de Mãe Joana. Na abertura do trabalho foi feito o lançamento do livro Clamores aos Céus de autoria de Juarez Filgueiras de Góis.

“Pra mim é muito gratificante, essa é a primeira vez que eu participo de um evento desses aqui em Soledade, faz 17 anos que mora aqui mas, é a primeira vez que participo que eu participo de evento cultural aqui em Soledade”, argumenta Onofre Tomaz, evidenciando a honra de ter quebrado barreiras e ao lado de importantes duplas com amplo reconhecimento no meio da arte da viola.

“Raramente um filho da terra participa de um evento e eu estou feliz pelo nosso Onefre ser filho de Soledade e ter participado e muito mais feliz por eu ter participado porque estou na cidade, eu estava em Brasília há 17 anos e estou morando aqui em São Vicente do Seridó onde habitam meus pais e com um convite desses só me trouxe felicidades que cantar em Soledade onde tenho uma amizade muito forte foi gratificante até demais”, relata o poeta cantador Antônio Norberto.

“A prefeitura é que deu esse apoio total e o Ministério do Turismo que sempre vem fazendo no Nordeste um trabalho extraordinário através do nosso presidente que é nordestino de Caetés, meu conterrânea que eu sou de Pernambuco também, Lula continue abrindo os olhos, os ouvidos e olhando para os nordestinos mostrando que os nordestinos precisam que é cantoria, que é vaquejada, que é cavalgada, que é forró pé de serra, tudo com gosto do bom”, relata o cantador Raimundo Borges em contato com os ouvintes do Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural.

“Graças á Deus nesse período do Governo Lula nós tivemos uma grande inserção em termos de divulgação e de apoio e de crescimento deste apoio a arte da cantoria, foi uma coisa muito boa e eu gostaria que eu gostaria que isso se repetisse, que isso continuasse se repetindo”, justifica o também poeta e participante no evento Severino Feitosa.

“Isso é reflexo das mudanças de mudanças mais recentes que aconteceram no âmbito da política nacional e mais nacional e aí é uma coisa em cadeia, se você tem no tôpo uma boa representação a tendência é que nos estágio, vamos colocar como intermediários os Estados você também tenha essas boas representações, depois você tem os municípios que tendem s a se aliar a estado e a governo e desaguar em iniciativas que são bem sintonizadas com a União, com o Estado com o Município, com os Ministérios e aí esses munistérios, esses municípios, esses estados, eles começam a falar a mesma linguagem e começam a acreditar que as mesmas, desde que elas sejam boas, são possíveis de ser implantadas e implementadas em qualquer canto”, explica Edmilson Ferreira a se referir ao trabalho conjunto desenvolvido entre a Prefeitura de Soledade, Arribaçã e Ministério do Turismo.

“Quero primeiro ressaltar a importância de um evento como esse, pra qualquer artista é de suma importância está participando de um evento desse porte, antes de tudo frisar que a autêntica cultura popular nordestina é o carro chefe de um evento como esse, parabenizar o governo municipal por abraçar essa causa, o governo federal que tem disponibilizado verbas e condições para que isso aconteça, a mídia e você que é representante e responsável também pelo sucesso da Décima Primeira Semana Cultural, as emissoras locais, o pessoal que trabalhou no carro de som, é uma soma já que o público vem através do convite da mídia, através da divulgação. É importante demais que cidades do porte de Soledade se fortaleça, divulgue e valorize o que é nosso porque o povo sem cultura não vai a lugar nenhum”, explica o declamador Iponax Vilanova.

“A avaliação é a melhor possível, como o próprio nome do evento diz é a semana cultural na segunda etapa, ela está resgatando o forró pé de serra, a história da cidade, a história do forró, as coisas boas da vida e com o apoio da prefeitura Municipal de Soledade, realização da Arribaçã, patrocínio Ministério do Turismo Brasil um País de Todos hoje finalizamos esse evento, nós vemos quanto é bom participar e construir participando mais uma vez desse evento nobre que a cidade de Soledade recebeu”, relata o coordenador das atividades e José Elenilson Dias ao dialogar com a equipe Stúdio Rural.

“Em primeiro lugar Tavares eu quero dar o meu boa noite a você do Stúdio Rural e dizer que nós estamos muito felizes porque é a primeira festa realizada em praça pública aqui em Soledade com o apoio da prefeitura, da secretaria de educação, da Fundação Cultural Casarão Ibiapinópoles a qual sou eu sou o presidente fundador e a nossa felicidade é enorme porque nós estamos conseguindo mobilizar todos os Bairros da cidade inclusive a zona rural, principalmente uma comunidade rural que tem aqui em Soledade que veio em peso participar dessa grande festa que é a comunidade Manoel de Souza a Lenilson por esse trabalho feito aqui pela Arribaçã com o apoio integral do Ministério do Turismo”, agradeceu o presidente da Fundação Casarão Ibiapinópoles e autor do livro Clamores aos Céus, Juarez Filgueira de Góis.

Geraldo Alves Cordeiro, reside na zona urbana de Soledade e falou sobre a importância do evento que mobilizou não somente o público de Soledade mas também de cidades diversas do Cariri e Seridó paraibanos e comentou da importância dos executivos governamentais em terem em seus programas a cultura como meta dentre as prioridades a serem trabalhadas na busca do desenvolvimento regional. “É muito bom pra Soledade, é muito bom para a região, a gente vê a cultura tomando novos rumos agora com o apoio do Ministério, com essa parceria com a Arribaçã, prefeitura, Fundação Cultural Casarão Ibiapinóles e isso é muito bom para o público ser uma coisa nova, a gente nunca tinha visto em Soledade um evento de cantadores de viola aberto ao público”, comenta.

Seu Miro é componente do trio de Forró Raizes do Nordeste( Forró do Seu Miro) disse que pouco a pouco a iniciativa pública se interessa em valorizar a verdadeira cultura regional contemplando grupos da própria região e aproveitou para fazer um verdadeiro show para o público onde ele na sanfona juntamente com Ademir no zabumba e Zé Mago no triângulo cantaram aos ouvintes da Rádio Serrana de Araruna, Cultura de São José do Egito, Independente do Cariri e Cidade de Esperança.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top