Sucroalcooleiros paraibanos apresentam demandas ao superintendente do DER e SEDAP

Representações dos sucroalcooleiros paraibanos participaram de uma reunião na manhã desta terça-feira (17), na sede do DER, com representações do governo do estado, evento que durou cerca de duas horas e foi uma iniciativa do órgão estadual que queria ouvir do segmento sucroalcooleiro suas principais demandas.

Segundo a assessora de comunicação da ASPLAN, Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, News Comunicação, o encontro contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Marenilson Batista da Silva, do secretário executivo da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro, além de representantes de seis usinas paraibanas, da ASPLAN e do Sindálcool e acabou se transformando num mini fórum de debates, onde se colocou necessidades, discutiu-se viabilidades, falou-se das possibilidades de investimento, das demandas mais urgentes, das perspectivas de intervenção e, sobretudo, da necessidade de se trabalhar em parceria.

News informou que para o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PB), Carlos Pereira e Silva, essa reunião marca além da retomada do diálogo entre o governo e o setor sucroalcooleiro paraibano, que havia sido interrompido, o começo de um processo que vai, de forma conjunta e gradativa, unir governo, produtores e industriais para promover desenvolvimento e fortalecimento não apenas do setor produtivo mais importante da Paraíba, mas, para o Estado como um todo.

Já para o presidente da ASPLAN-PB, Raimundo Nonato, informou News, o diálogo foi importantíssimo, pois, segundo Nonato, as representações perceberam que o governo, embora, momentaneamente, não tenha possibilidades de fazer grandes intervenções, está atento às necessidades do segmento e aberto às nossas reivindicações e, sobretudo, deixou claro, através de seus interlocutores, que reconhece a importância do setor para o desenvolvimento do Estado e que dará a devida atenção que o segmento merece.

News informou que o secretário do desenvolvimento da agropecuária e Pesca, Marenilson Batista da Silva disse que, por ocasião do convite feito pelo governador para que ele assumisse a pasta, o chefe do executivo perguntou, entre outros questionamentos, se ele tinha compreensão da importância do setor sucroalcooleiro para o desenvolvimento do Estado. “O governador tem o entendimento que o setor é fundamental para o desenvolvimento da Paraíba e que devemos ter políticas públicas voltadas para esse segmento”, afirmou o secretário.

Ao dialogar com Stúdio Rural aquela assessoria informou que durante a reunião cada componente da mesa expôs suas principais reivindicações, que eram prontamente anotadas pelo dirigente do DER-PB citando como exemplo demandas do setor, para curto e médio prazo com destacam-se para a construção e recuperação de passagens molhadas, a recuperação e alargamento de estradas vicinais por onde são transportadas a cana-de-açúcar para as usinas e, posteriormente, é feito o escoamento da produção das unidades industriais, a recuperação de pontes, principalmente, a que liga Caaporã a Alhandra, na PB 34, que teve suas duas cabeças destruídas com as recentes chuvas, entre outras reivindicações. “A construção de novas vias de escoamento da produção é outra demanda do setor para médio e longo prazo”, explica acrescentando que o presidente da ASPLAN-PB, Raimundo Nonato, também entregou uma relação com sugestões de intervenções nas regiões de Pedras de Fogo/Santa Rita, Brejo/Mamanguape e Conde/Alhandra, onde se concentra a produção canavieira paraibana dentre outras.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural
Foto   : News Comunicação

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top