Técnico visita propriedades para escolha de local e construção de barragens subterrâneas em São Vicente do Seridó

Com a meta de preencher requisitos no processo de construção das barragens subterrâneas nas unidades rurais de quatro famílias contempladas com recursos do MDS, Ministério do Desenvolvimento Social, no município de São Vicente do Seridó é que o assessor técnico do Patac, José Afonso Bezerra Matias, visitou propriedades previamente escolhidas para receberem o benefício de uma barragem.

As visitas técnicas aconteceram na última terça-feira já que, segundo Afonso, primeiro é feito uma visita pra ver se o local realmente é propício para a construção do empreendimento que, para ter resultados eficientes, faz-se necessário atender requisitos baços como profundidade do solo no riacho destinado a construção, largura da várzea dentre outros. “A minha vinda aqui hoje é exatamente pra escolha de locais pra construção de barragens subterrâneas, como o programa está mandando quatro barragens subterrâneas pra cá e a gente está fazendo às propriedades pra vê se tem locais pra fazer barragem subterrânea porque você não pode fazer em qualquer local, tem que ter local apropriado pra isso”, explica Matias.

Ao dialogar com Stúdio Rural Afonso explica que diversos fatores são observados para que o trabalho de escavação de uma barragem subterrânea seja executado sob pena de não se ter sucesso na qualidade do serviço. “A gente passa e faz uma boa marcação, marca num local onde possivelmente seria cavado uma vala e a gente faz três pontos de escavação. Um na cabeceira da barreira, um no meio do riacho e outro do outro lado do riacho para que você analise a profundidade do solo pra que você possa vê se dá realmente um bom lugar pra barragem subterrânea, porque senão você pode frustrar, você pode chegar lá, manda cavar logo e depois não dá certo, então você tem que fazer primeiro essa sondagem pra vê se realmente é apropriado o local”, explica ao dialogar com nossa reportagem.

No diálogo com Stúdio Rural, Afonso explicou que para o sucesso do trabalho é necessário que o terreno destinado à construção da barragem seja no mínimo 1,5 metros de profundidade no ponto central do riacho e se estenda com profundidade proporcional até os lados da várzea. “Porque senão isso vai salinizar o solo, solo muito raso evapora muito rápido e aí o solo vai ficar salinizado, então por isso a gente não marca, tem que ter um local bem apropriado pra você fazer uma barragem subterrânea”, explica dizendo que as barragens trabalhadas tem tido sucesso, especialmente aquelas famílias que se interessam no processo inovador na forma de plantio.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top