Torneio leiteiro de Barra de Santana já é referência tecnológica no Cariri Oriental

Um verdadeiro sucesso o segundo torneio leiteiro de Barra de Santana que, em sua segunda edição, realizou uma forma diferente de festa já que tratou-se do segundo torneio com um verdadeiro festival de conhecimentos e tecnologias.

O evento aconteceu no centro da cidade de Barra de Santana durante os últimos dias 05, 06 e 07 de dezembro e contou com uma vasta programação de palestras, exposição de animais além da contagem do potencial leiteiro quando realizado o torneio a partir da ordenha bovina e revelou que o município é realmente importante bacia leiteira na região que envolve Agreste, Cariri Oriental e Baixo Paraíba.

Paulo Medeiros Barreto é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, foi entrevistado pela equipe Stúdio Rural falando sobre o evento construído em parceria com a associação da categoria dentre outras e salientou ter sido trabalhado priorizando conhecimentos e tecnologias. “Nós fizemos diferente, Barra de Santana faz diferente de outros municípios quando prepara um evento relacionado a pecuária onde, logo, as pessoas imaginam um evento com grandes festas, com grandes bandas de nome e renome. Barra de Santana faz diferente porque faz um evento para mostrar as tecnologias e repassar para seu povo e também mostra a sua força na pecuária, mostrando animais de boa qualidade, de grande porte, capacidade genética muito grande e traz conhecimentos com palestras durante os três dias proporcionando conhecimentos para nossos produtores e todos aqueles que vêm pra Barra de Santana participar desse Torneio leiteiro, do Barra Expoleite e do Primeiro encontro leiteiro do Cariri paraibano”, comemora aquele presidente sindical.

O prefeito daquela cidade, Joventino de Tião, participou do Programa Domingo Rural e falou do papel exercido pela prefeitura via Secretaria da Agricultura para a realização do evento e garante que com parceria é possível desenvolver atividades sem peso significativo para o cofre público. “Faço uma boa avaliação desse evento que contou com grande participação dos produtores e é com esse trabalho parceiro da prefeitura junto com o Sebrae e outros que empenharam confiança em nosso trabalho que nós podemos mostrar o potencial de nossa cidade diante de uma coisa que é muito grande em nossa cidade que é a tradição de nossa pecuária, então com esse evento podemos mostrar para as cidades circunvizinhas o nosso potencial de como trabalhamos a produção e beneficiamento do leite com todas essas palestras de como criar melhor e daí os produtores se adequarem a esse momento de dificuldades em relação a Cochonilha, mas a prefeitura junto com a secretaria está bolando para agora em 2015/2016 ser distribuído um milhão de raquetes de palma junto também com compra de equipamentos agrícolas para poder melhor oferecer aos produtos para um melhor e eficiente trabalho”, explica Joventino.

Participante no evento, o presidente da Coapecal, Cooperativa Agropecuária do Cariri, Laudemiro Lopes de Figueiredo Filho, Miro, comentou ser um evento de importância para o desenvolvimento da região e lembrou da chegada da Cochonilha do Carmim que foi superada graças as ações desenvolvidas pelas entidades locais no processo de superação com a adoção das novas tecnologias a exemplo da distribuição e plantio das palmas resistentes a praga e o plantio de sorgo e implantação das práticas de construção de silos para a armazenagem de ração destinada a alimentação do rebanho nos períodos secos. “Aonde tenha ações e informação sobre questões do leite, contexto do leite, situação do leite nós enquanto cooperativa temos que estar presentes pra adquirir conhecimentos, discutir, trocar ideias e também sugerir, participar e um evento dessa natureza é interessante porque reúne os produtores do Cariri para refletir, para expor, mostrar o potencial de nossa vacas leiteiras vendo a produtividade e refletir sobre a situação do leite pra entender que o preço do leite não está isolado, o preço do leite faz parte de um contexto nacional e internacional e que as dificuldades passadas aqui hoje é resultado de uma crise que influi no todo e termina com o produtor pagando o ônus por isso”, explica aquele diretor da cooperativa dentro de um processo de diálogo com o público ouvinte da Rádio Serrana de Araruna, Rádio Bonsucesso de Pombal e Rádio Queimadas FM.

Entrevistado por Stúdio Rural, via Programa Domingo Rural, o deputado Doda de Tião classificou como um evento que dará amplas contribuições ao desenvolvimento de todo o território do Cariri oriental e baixo Paraíba já que o município, juntamente com Caturité, já tem importante experiência no processo de produção pecuária, agregação ao leite e seus produtos e conquista de mercados locais e regional. “Faço uma avaliação muito positiva, acho que as lideranças estão mais do que certas em apresentar esse tipo de evento valorizando o homem do campo, homem que acredita por ser guerreiro porque sempre digo que o produtor de leite é um sofredor porque com a extinção da palma em consequência da Cochonilha dificultou muito a vida do produtor de leite, mas estamos aí e o prefeito está de parabéns por incentivar um tipo de feira como esse em que os produtores, a associação e outros estão participando e temos que parabenizar todas essas pessoas que estão incumbidos nesse tipo de evento”, avalia o deputado que participou do evento representando o governador Ricardo Coutinho.

Também entrevistado por Stúdio Rural, o coordenador do Território do Cariri Oriental, Wendell Lima, salientou a importância da realização de eventos sintonizados com as ações territoriais e justificou ter sido um evento enriquecedor do ponto de vista de tecnologias e conhecimentos. “Barra de Santana hoje está sendo uma pioneira no nosso Território do Cariri Oriental onde reconhecemos com satisfação o papel desse município e desse novo governo agora que está aqui dentro da cidade e está apoiando essas atividades, então pra gente é como se fosse uma vitrine hoje porque teve evento no ano passado com torneio leiteiro, teve um encontro dos produtores de leite a partir dessa associação que contou com o apoio do Sebrae dentre outros parceiros aqui do município e do território e da Coordenação territorial também e repercutiu em todo o nosso território. Aqui no nosso Território do Cariri Oriental têm algumas festas relacionadas a cadeia produtiva do leite, mas infelizmente tem alguns municípios ainda que estão vendo a festa e esquecendo a produção do leite, o produtor do leite que, pra mim, é o ator principal dessa festividade e dessa cadeia produtiva já que sem o produtor de leite e sem a vaquinha lá com o cara alimentando e tendo a produção não tem nada, então nesse evento os produtores se unem e estão vendo que a cadeia produtiva do leite está crescendo”, argumenta aquele coordenador.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top