Trabalhadores Rurais Sem Terra ocupam sede do Incra na Paraíba

Na manhã desta segunda-feira (21/07), trabalhadores rurais sem terra proveniente de acampamentos e assentamentos de varias regiões do estado, ocuparam o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e exigem da instituição o assentamento das mais de 2600 famílias acampadas no estado além de investimento público para credito rural e infra-estrutura nas áreas de assentamentos.

A informação foi repassada pela assessoria de comunicação do MST no Estado, explicando que na Paraíba existem 52 acampamentos com famílias que resistem e lutam pela Reforma Agrária, vivendo em situação bastante difícil a beira de estradas e sofrendo a violência do latifúndio e do agronegócio. “Entre esses há acampamentos com mais de 7 anos embaixo da lona preta, como o acampamento Novo Conquista em Condado e o Acampamento Ouro Verde em Caaporã”, relata, acrescentando que a concentração da terra avançou enquanto a Reforma Agrária parou e que a Reforma Agrária não é mais pauta do governo Lula, visto da sua opção pelo modelo do agronegócio e abertura do país para as grandes empresas transnacionais.

Para o movimento esse modelo de agricultura defendido pelo governo só gera concentração de terras, com produção de monoculturas destinadas a exportação, que, no entender do movimento, destrói o meio ambiente, usa venenos e não gera empregos, alem de não produzir alimentos para a mesa do trabalhador brasileiro. “Recursos que eram destinados a Reforma Agrária, foram retirados e passaram a ser investido nesses grandes latifúndios”, acrescenta aquela assessoria.

“O nosso projeto para desenvolvimento do campo e da cidade, é a agricultura familiar e o primeiro passo é o assentamento de todas as famílias acampadas. Sabemos que o agronegócio não gera desenvolvimento do campo pois não produz alimentos e só concentra renda e produz desigualdades sociais”, finaliza.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top