UFCG, Campus Pombal, faz lançamento de fórum virtual de compra e venda de produtos da agricultura familiar

SR090915aRepresentações de NEDETs, Núcleos de Desenvolvimento Territorial paraibanos, Sebrae, Banco do Nordeste, Delegacia Federal do MDA-PB, UFCG e Governo do Estado estiveram presentes durante o lançamento de um novo projeto denominado de Balcon, Portal de Negócios desenvolvido e ofertado pela Universidade Federal de Campina Grande dentro de um financiamento do Ministério das Comunicações via FAPESQ Fundação de Apoio à Pesquisa.

O evento aconteceu no dia 28 de agosto último, no Centro de Inovação e Tecnologia Telmo Araújo(CITTA), em Campina Grande e, segundo a professora da UFCG Campus Pombal e coordenadora geral do NEDET Cariri Oriental, Mônica Tejo, trata-se de uma nova ferramenta virtual de fácil acesso destinada a importantes ramos produtivos da agricultora familiar do estado da Paraíba. ”Estamos ofertando uma nova ferramenta Balcom destinada aos agricultores principalmente aos que estão em seis territórios aqui da Paraíba e temos iniciativas como a COOPAF, do fórum de avicultura, mas temos também outras cooperativas e outras associações e essa ferramenta Balcom é um portal de informações da agricultura que poderá fazer oferta e demandas com uma intermediação entre a oferta e a demanda, então a gente consegue cadastrar vários elos da cadeia produtiva(cadeia primária e cadeia secundária) como APL, Arranjo Produtivo Local e assim a gente vai tentando integrar, fazendo como se fosse um conjunto de todos os elos da cadeia e que eles não sejam vistos isoladamente dentro de sua cadeia, então no caso da avicultura, avicultores do nosso estado que esteja já produzindo, mas também aqueles que fornecem insumos, embalagens, os que estejam responsáveis pela distribuição e comercialização e também nas secundárias que está investindo, as universidades que estão como parceiras e demais elos da cadeia produtiva primária e secundária dentro de uma cadeia chamada de Balcom”, explica Tejo ao dialogar com nosso público ouvinte, garantindo tratar-se de um eficiente espaço que encurta caminhos por tirar de cena a imagem do atravessador.  “Tem a finalidade de tirar de cena a imagem do atravessador facilitando para o agricultor familiar, principalmente mostrando qual que é o caminho das pedras, informando sobre por onde é que ele vai, quais suas demandas, suas ofertas e, desta forma, ficará mais claro para todo mundo que está trabalhando dentro daquele APL”, relata Tejo ao dialogar com Stúdio Rural.
Delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, na Paraíba, Luiz Gonzaga Firmino Júnior, participou do encontro e, ao participar do Programa Esperança no Campo e Domingo Rural, falou sobre a importância da construção dessas novas alternativas para unir o setor de produção com todos os elos da cadeia desde a produção, mercado de consumo e dos produtos dentre outros, diminuindo a distância entre quem produz, quem comercializa e quem consome. “Estamos aqui porque há uma importância e somos parceiros das cooperativas, da Coopaf que está ligada diretamente nesse momento de apresentação, mas o portal Balcom que é uma ferramenta de gestão de divulgação da agricultura familiar e é uma ferramenta inovadora, primeiro porque a gente tem que deixar de achar que o campo é um lugar atrasado e principalmente nessa era de internet em que cada vez mais temos que fazer com que as pessoas que moram, que vivem e convivem no campo se apropriem exatamente dessa ferramenta, então você imaginar que uma cooperativa que está num determinado sítio e assentamento ela pode, a partir de uma ferramenta de internet, criar relações de negócios tanto de compra de ração, por exemplo, como de compra de equipamentos, como vender também o seu produto pela internet, então a importância que tem neste dia por parte do MDA é de a gente também se apropriar e, como parceiro, ajudar na divulgação dessa ferramenta e também criar uma cadeia de relação diretamente do agricultor com os fornecedores ou com os consumidores também”, diz Gonzaga Júnior.
Assessor da Emater e coordenador da regional Areia-PB, Alto Martins da Costa disse fazer uma avaliação bem positiva da inovadora tecnologia exposta no evento por tratar de arranjos produtivos de muita importância para o agricultor familiar de diversos territórios e para o mercado consumidor de todo o estado da Paraíba e garante que esse espaço que une quem produz com quem consome, dentre outros elos da cadeia, já é algo que vem sendo feito pela Emater Paraíba através das feiras diretas do produtor rural ao consumidor dentro de diversas feiras desenvolvidas em municípios diversos no estado. “Se espera que essa ferramenta, quando devidamente implementada, quando tiver ao alcance dos produtores, das cooperativas, das associações possam melhorar muito esse fluxo entre o produtor e o comprador, é que nós esperamos que, logo que essa ferramenta possa ser implementada, com certeza vai disseminar e divulgar o máximo para que as pessoas tomem conhecimento de que tem essa ferramenta com potencial de ajudar nesse processo de comercialização e produção, unindo o produtor com o comprador”.
O assessor de produção da COPAF, Cooperativa Paraibana de Avicultura e Agricultura Familiar, o zootecnista Wendell Lima falou sobre a nova tecnologia em questão e garante que as novas tecnologias passarão a mudar pra melhor a qualidade de vida dos produtores rurais de todo o estado já que as entidades e governos estão cada vez mais determinados em fazer com que essas tecnologias cheguem de forma real ao rural paraibano citando como exemplo a avicultura caipira dentro do estado da Paraíba. “Então você está vendo que é uma cadeia que está se estruturando, levando dignidade e felicidade ao homem do campo através da sua inclusão do processo produtivo e na organização da cadeia produtiva em que ele está encontrando assessoria técnica pra poder produzir de uma melhor forma com um custo menor, está encontrando um grupo de pessoas através de cooperativas para processar esses produtos e coloca-los no mercado, então tem tudo pra crescer e é exemplo, se não para o Brasil, mas para o Nordeste como um todo em que já é exemplo e recebe várias visitas de vários estados”.
Terezinha Cavalcante é assessora da Secretaria da Agricultura Familiar do governo do estado da Paraíba e garante que essa ação será levada e discutida no interior do governo como forma de replicar esses conhecimentos em outras ações governamentais. “Acho que a proposta aqui exposta é muito boa, acho que vai dar uma alavancada nas cadeias produtivas à medida que for sendo usada essa tecnologia, vou discutir isso lá dentro da secretaria já que o secretário Lenildo Morais não pôde estar nesta reunião devido a uma agenda anteriormente assumida, então vou discutir com ele apresentar e faremos como secretaria o que poder no que for necessário contribuir com essa fortalecedora dessas cadeias produtivas”.
Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo