Ações do Coletivo Regional aumentam suporte hídrico em microrregiões paraibanas

A Região do cariri, Seridó e Curimataú tem muito mais água acumulada graças ao trabalho e ao apoio das entidades de agricultores que vêm fazendo um trabalho organizativo nessas microrregiões com características secas, trabalho que pouco a pouco vem criando melhores condições de convivência com a realidade local através da estruturação das pequenas propriedades rurais com cisternas de placas, Barragens subterrâneas, tanques de pedras, barreiros e agora, com o apoio financeiro da Petrobrás, a construção dos cisternões que vêm com o papel de ser suportes hídricos no processo de produção das frutas nativas que já são trabalhadas nas unidades de processamento e colocados a venda direta ao consumidor na Bodega Agroecológica do Cariri com sede na cidade de Soledade.

A afirmativa é do componente do Coletivo Regional de Educação Solidária do Cariri, Seridó e Curimataú paraibano, agricultor em São João do Cariri, Edvan Farias(foto), após fazer uma exposição das ações integradas em recursos hídricos naquela região, para cerca de 160 agricultores familiares na última quarta-feira(02/12) e em entrevista concedida a equipe Stúdio Rural, responsável pela produção e apresentação do Programa Esperança no Campo e Programa Universo Rural da Rede Esperança de Rádio e também do Programa Domingo Rural na conexão da Rádio Serrana de Araruna, Rádio Cultura de São José do Egito e Rádio Independente do Cariri em Serra Branca Paraíba, garantindo que as ações desenvolvidas naquele território foram de muita significância para o processo de convivência com realidade local.

Aquela liderança disse que foram acontecimentos interessantes que resgataram aquilo que os as famílias de agricultores estão fazendo a partir das experiências comunitárias na comunidade pensando o caminho das águas em dimensões que pensem ações a serem trabalhadas a partir do potencial local. “Em 2008 tivemos a construção dos cisternões que já foram feitos no final do inverno, mas em 2009 já vamos começar com esses cisternões prontos e as possibilidades e perspectivas de as pessoas empreenderem na comunidade”, reforça a liderança ao contatar com Stúdio Rural dizendo que de cisterna em cisterna e barragem em barragem o Cariri, Seridó e Curimataú já tem muita água acumulada nas propriedades familiares.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top