Agricultores agroecológicos paraibanos comemoram vitória na guerra contra a praga do bicudo

Os agricultores familiares agroecológicos paraibanos realizarão dois dias de festa da colheita do algodão agroecológico na cidade de Remígio e ao mesmo tempo compartilharão informações de como produzir o algodão num sistema em que é possível a produção de forma diversificada e sem o uso de venenos e produtos que causem impactos na vida das famílias agricultoras, ao consumidor e ao meio ambiente, prática que mostra ser possível a produção num processo de convivência com os insetos próprios do meio produtivo e o prenúncio de que pouco a pouco a agricultura familiar está vencendo a guerra contra a temível praga do bicudo.

O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira(16) pelo pesquisador da Embrapa Algodão Campina Grande, Melchior Naelson Batista(foto), em entrevista a equipe de jornalismo da Rádio Cidade de Esperança AM 1.310 kHz, momento em que falou sobre a programação a ser desenvolvida durante esta quarta e quinta-feira(17 e 18 de dezembro) em evento que acontecerá no Clube Oásis na cidade de Remígio e que contará com ampla programação.

Batista informou que o evento é promovido e organizado pela Arribaçã e pelas organizações parceiras do “Projeto Escola Participativa do Algodão” e da “Rede Paraíba de Algodão Agroecológico” com o apoio da Embrapa Algodão, Sebrae, Ministério do Desenvolvimento Agrário e do Prêmio Parcerias. “Durante realização, style=mso-spacerun: yes>  haverá uma ampla programação cultural e exposição de práticas através de palestras e dias de campo para que os participantes possam avaliar os resultados e para que novos participantes possam aprender a trabalhar as novas formas de produção do algodão sem o uso de venenos e produtos que causem impactos ao meio ambiente e a saúde das famílias agricultoras e os trabalhadores que lidam com a cultura”, anuncia.

O pesquisador falou sobre a programação desta quarta-feira(17) que terá uma programação evidenciando a Importância do Algodão Agroecológico para Agricultura Familiar, apresentação das experiências da Rede Paraíba de Algodão Agroecológico e na parte da noite apresentação do show da cantora e compositora Sandra Belê, que se apresentará às 20 horas naquele espaço de cultura regional. Batista evidenciou que a cantora carrega em seu repertório o sentido de lembranças, saudades, emoções e tempos de outrora com ampla vivência com reisados, pastoris, aboios, benditos, romances, forrós dentre outros que tem lhe proporcionado uma interpretação singular, da qual surge a forte identidade que carrega na voz quando interpreta as encantadoras obras do cancioneiro nordestino.

Ele informou ainda que na quinta-feira(18) o evento será de muita importância para segmentos diversos já que apresentará, em Dia de Campo, a experiência de manejo agroecológico da propriedade do agricultor José Rivaldo (Pequeno); experiência de produção de algodão agroecológico de cor Branca, experiência vivenciada pelo agricultor Severino Barbosa (Biruquinha); e uma outra experiência de produção de algodão agroecológico de cor verde, experiência vivenciada pelo agricultor Alexandre Almeida (Alexandre de Zé de Sinésio).

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top