Agricultores de assentamentos rurais em Pedras de Fogo se iniciam em cursos do Pronatec

Cerca de 100 jovens e mulheres de cinco assentamentos do município de Pedras de Fogo, na região Metropolitana de João Pessoa, a 54 quilômetros da capital, se preparam para iniciar cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) – Unidades Remotas.

A informação é da assessora de comunicação do Incra-PB, Kalyandra Vaz, explicando quer na última semana, membros da Coordenação de Pesquisa e Extensão (Copex) do Campus João Pessoa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) estiveram no Assentamento Engenho Novo II, para levantar as demandas de cursos técnicos da comunidade e dos assentamentos Itabatinga, Santa Teresinha, Nova Tatiane e Nova Aurora, todos em Pedras de Fogo, no Território da Cidadania Zona da Mata Sul. “Além da coordenadora da Copex, professora Tânia Maria de Andrade, também participaram do encontro a consultora da Prefeitura de Pedras de Fogo, professora Márcia Charret, servidores do Setor de Assistência Técnica do Incra/PB, assentados e técnicos da Consultoria e Planejamento de Projetos Agropecuários (Consplan), entidade contratada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para prestar assistência técnica aos assentamentos da região”, justifica Vaz.

Aquela assessora explicou que inicialmente, atendendo demanda dos assentados participantes do encontro, serão abertas cerca de 100 vagas para três cursos do Pronatec: Música, Informática Básica e Corte e Costura. Os cursos serão ministrados preferencialmente nos assentamentos e têm duração de três meses. As matrículas serão intermediadas pela Secretaria de Ação Social de Pedras de Fogo e as aulas devem ser iniciadas em agosto.

O ponto alto do encontro da equipe do IFPB com os assentados da região de Pedras de Fogo, explica Vaz, foi a apresentação de três grupos musicais: um grupo de jovens percussionistas de Pedras de Fogo, com apoio da Secretaria de Cultura do Município, um grupo do IFPB com trompete, clarinete e cordas, e um grupo gospel formado por assentados. “Segundo a técnica social da Consplan Aline Ferreira Moreira, os alunos dos três cursos serão beneficiados com uma bolsa no valor de R$ 10 por aula assistida e com todo o material didático, que será fornecido pelo Pronatec”, explica acrescentando que cada curso será acompanhado por três bolsistas que tenham vínculo com as comunidades, sendo um pedagogo, um apoiador e um orientador.

Ao dialogar com Stúdio Rural, Vaz explicou, ainda, que assentamentos da reforma agrária nos municípios de Sapé, Mari e Sobrado, no Território da Cidadania da Zona da Mata Norte, e Araçagi, no Brejo paraibano, também serão beneficiados com a implantação de cursos do Pronatec e que a relação com os 12 cursos escolhidos pelos assentados, sendo três para cada município, foi entregue ao IFPB, no último dia 29, pela Assessoria de Grupo Especializada Multidisciplinar em Tecnologia e Extensão (Agemte), entidade contratada pelo Incra para prestar assistência técnica aos assentamentos das regiões do Brejo e da Mata Norte da Paraíba.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural
Foto  : Consplan

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top