Algodão orgânico de Exu 2020 é destaque, mas é expectativa pra safra 2021

O ano 2020 foi sucesso de experiências e resultados produtivos vividos e compartilhados no município de Exu e municípios da região do Sertão do Araripe pernambucano com produção integrada nos sistemas agroalimentares da agricultura familiar, mas este ano agrícola 2021 já deixa o campesinato em alerta já que na região o período invernoso inicia-se no final de dezembro para a entrada de janeiro de cada ano e até essa data o tempo continua com pleno sol e poucas nuvens no céu.

Conforme o agricultor Francisco Barbosa Rodrigues de Lima, Nego, residente no sítio Tigre de Exu, as famílias estão de roçados prontos e no aguardo das chuvas. “As expectativas pra nós aqui da região do Araripe é de inverno fraco, estamos já há tanto de fevereiro que é mês mais curto e não choveu agora em fevereiro, janeiro foi ruim e sempre digo que fevereiro é o amigo de janeiro, quando janeiro é ruim fevereiro pode ser pior, então estamos aqui, o sol regalado, quase ninguém plantou, o pouco que plantou está morrendo os legumes já que as chuvas têm sido descontroladas e pouco camaradas”, explica Nego ao dialogar com o público ouvinte do Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo desta semana. “Pra nós aqui do Araripe, o 19 de março a gente já está desenganado”, complementa ao reportar ao plantio destinado a geração de alimentação humana.

Nego falou de como não é fácil ser agricultor no semiárido citando como exemplo as realidades enfrentadas no decorrer de 2012 a 2017 com a maior seca dos tempos recentes, mas garante tratar-se de um povo de resistência e muito aprendizado. “De 2011 até 2017 cada ano era ficando pior porque os reservatórios, mesmo os grandes, não iam pegando mais água, iam secando, aqui nas margens do Rio Brígida em 2017 um cacimbão que a gente tem muito bom chegou ao colapso e a gente nunca tinha visto, desde deu criança nunca tinha visto uma coisa daquela, quando é 2018 já foi melhor um pouquinho, deu uma clareada, mas a gente com medo; 2019 já foi melhor onde a gente já estava mais organizado, em 2020 aqui na nossa região Araripe foi melhor, então nossa esperança pela expectativa dos cientistas era de que a gente ia ter uns dez anos de inverno até aproximadamente 2030, então nossa expectativa era de que esse ano fosse igual ou até melhor, mas até agora a gente já está com uns dois meses de atraso nas chuvas e a esperança não é muito boa”, pondera.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top