Assentamento em Mogeiro terá Unidade Demonstrativa de Beneficiamento de Frutas a partir do sábado(08)

Objetivando reduzir o desperdício e potencializar os lucros da fruticultura no Assentamento João Pedro Teixeira, localizado em Mogeiro, a COONAP (Cooperativa de Trabalho Múltiplo e Apoio às Organizações de Autopromoção) inaugura neste sábado, dia 8, às 14h, o projeto de Unidade Demonstrativa (UD) de Beneficiamento de Frutas, que é resultado do interesse de um grupo formado inicialmente por seis mulheres que realizaram, no início do ano passado, através da equipe de ATES (Assessoria Técnica Social e Ambiental), uma oficina de beneficiamento de frutas.

A informação é da assessora de imprensa daquela cooperativa, Karina Araújo, explicando que p interesse delas, somado ao potencial frutífero do assentamento, deu início à criação da Unidade Demonstrativa, que vai produzir polpas de diversas frutas na cozinha da casa-sede, que foi recuperada a partir dos 218 cajueiros, 154 pinheiras e 59 mangueiras existentes, entre outras árvores frutíferas em estágio produtivo, totalizando 625.

Araújo explicou que com a inauguração da Unidade Demonstrativa e a produção de polpa de frutas, será possível fortalecer o trabalho coletivo no assentamento, contribuindo para a soberania alimentar, acesso a mercados e geração de renda, inclusive nos períodos de estiagem, contribuindo ainda para o desenvolvimento dos processos de sustentabilidade dos assentados e que na implementação da UD foram incluídas a restauração da cozinha da casa sede, compra dos equipamentos básicos para a produção de polpa e construção de biodigestor, sob a responsabilidade da COONAP, além da mão-de-obra dos próprios assentados.

Aquela assessora explicou que a administração da UD será de responsabilidade do grupo e a dinâmica do trabalho coletivo consiste na organização de um determinado número de pessoas, que desenvolvem uma atividade onde todos os que participam deverão ter sua parte reconhecida através de uma porcentagem daquilo que foi produzido. “A COONAP desenvolve atividades de Assessoria Técnica, Social e Ambiental em assentamentos da Reforma Agrária, resultado de contrato com o INCRA. Entre os trabalhos realizados com os assentados estão ações de fortalecimento da agricultura familiar, no sentido de melhorar a vida de cada família e promovendo caminhos para a sustentabilidade”, explica acrescentando que o Assentamento João Pedro Teixeira possui 760 hectares, foi desapropriado há 15 anos, possui 32 famílias assentadas e potencial produtivo de amendoim, mandioca dentre outras culturas já que são solos de característica arenosa.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Universo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top