Bagaço e palha da cana-de-açúcar poderão virar álcool

Mais um destino para a “sobra” da cana-de-açúcar: transformar o bagaço da matéria-prima, assim como a palha da planta, em álcool num processo que está sendo estudado por pesquisadores da Unicamp e que pode tornar-se realidade no Brasil em aproximadamente dois anos.

Segundo a assessora de comunicação da Associação dos Plantadores de Cana do Estado da Paraíba, News Comunicação, a produção poderá ser viabilizada em 2009, segundo estudo da Unicamp, que aponta a obtenção de álcool da celulose – a partir do papel e do lixo orgânico- como uma alternativa importante em tempos de aquecimento global. “Para o presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Raimundo Nonato, a concretização da pesquisa só tem a beneficiar o setor sucroalcooleiro e, conseqüentemente, a população”,justificou News.

News informou que depois de ser colhida no canavial, a cana é esmagada, para produzir açúcar ou álcool. O bagaço da matéria-prima moída é utilizado como combustível nas caldeiras, gerando energia elétrica e calor para a própria indústria fabricar seus produtos, além de também ser empregado como fertilizante orgânico, na adubação das plantações de cana-de-açúcar – restituindo ao solo riquezas minerais – dando início a um novo ciclo. “Quando processada ela gera uma série de subprodutos, como bagaço, óleo fusel, vinhaça, torta de filtro e melaço, que por sua vez servem para diferentes destinos – como fonte de energia, alimentação animal e adubação orgânica, entre outros”, lembra. 

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top