Barra de Santana faz balanço positivo sobre ações sindical e fortalecimento da pecuária

Estamos concluindo nosso trabalho coroado de êxitos, pois tudo aquilo que foi planejado durante o ano passado para o início deste ano nós chegamos no final do ano com as conclusões todas com êxito e então a gente sai gratificado com o ano de 2011 com esperança de que 2012 seja um ano melhor com mais trabalho e mais desenvolvimento para o homem do campo.

O comentário é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, Paulo Medeiros Barreto, entrevistado no Programa Domingo Rural do domingo Rural 18 de dezembro fazendo um balanço das ações desenvolvidas no decorrer deste ano e ao mesmo tempo falando sobre perspectivas a serem trabalhadas no decorrer de 2012 além de tecer críticas ao executivo municipal por entender que a secretaria municipal de agricultura deveria desempenhar atividades com intensidade capaz de fortalecer a pecuária do município que já é tido como uma das principais bacias leiteiras da região.

Cursos, seminários e dias de campo foram desenvolvidos durante o ano para mostrar alternativas capazes de superar a Cochonilha do Carmim que vem atacando os palmais de região, destaca a liderança ao dialogar com os ouvintes das emissoras parceiras. “E agora em 2012 nós vamos entrar, graças á Deus, com mais equipamentos já que agora nós estamos com trator, carroção, duas ensiladeiras, motobombas, e enfim uma série de equipamentos que é pra gente poder cada vez mais incentivar o homem do campo e deixar ele cada vez mais independente dos vícios que tem as vezes os órgãos públicos, prefeitura, políticos e enfim a gente pode trabalhar para que o homem do campo fique cada vez mais libertado dessas práticas antigas e o sindicato está fazendo o papel dele buscando cada vez mais se organizar pra, junto aos seus agricultores, desenvolver aquilo que for melhor e mais fácil para o dia a dia dele”.

Domingo Rural conversou com o agricultor pecuarista Murilo Almeida Gomes, residente e produtor naquele município e ele falou sobre a importância do Sindicato na vida da agricultura familiar daquele município já que, com o apoio da entidade, ele desenvolveu um trabalho de construção de silo de sorgo que foi possível a partir de equipamentos adquiridos pelo sindicato a exemplo da aquisição do trator e uso da motoensiladeira adquirida com recursos do MDA via Território do Cariri Oriental. “Graças á Deus o Sindicato dos Trabalhadores de Barra de Santana está ajudando muita gente e, se Deus quiser, daqui pra frente vai nos ajudar, está com um trator agora pra cortar as terras e uma ensiladeira pra fazer silo e agora estou mais interessado em plantar bastante capim”, comemora Murilo ao dialogar com a equipe Domingo Rural e Universo Rural.

Murilo disse que, motivado pela chegada dos novos equipamentos, plantou bastante capim e sorgo como forma de ir criando condições de continuar produzindo pecuária mesmo nas épocas de seca, período em que os pecuaristas são obrigados a vender parte do rebanho e muitas vezes registram perdas em razão da falta de alimento para os animais. “E tem uma coisa, eu plantei com força esse ano, porque é o seguinte: porque eu queria fazer um silo, passar pelo menos dois tirando ração e todo ano plantar tendo um de reserva, porque é bom quando a gente cria tendo reserva de ração pra dar ao gado, não é quando acabar a gente ficar aí sofrendo não. Bom é quando você tem dois silos e mesmo que gaste um, ficar com reserva para o outro ano”.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top