BNB publica pesquisa sobre cotonicultura nos cerrados

O Banco do Nordeste, por meio de seu Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), lançou o livro “Cotonicultura nos Cerrados Nordestinos: Produção, Mercado e Estruturação da Cadeia Produtiva”.

Segundo a assessora de comunicação do BNB na Paraíba, Susana Rocha, a publicação é resultado de pesquisa realizada pelos técnicos do Etene Maria de Fátima Vidal e Wendell Márcio Araújo Carneiro, e tem como objetivo subsidiar o BNB, demais órgãos de governo e as organizações da sociedade civil na elaboração de políticas de desenvolvimento específicas para o setor. Ela informou que na opinião dos autores, atualmente a fibra de algodão é uma das principais commodities comercializadas mundialmente. “No Brasil, observam que a região Centro-Oeste é a maior produtora, mas tem-se verificado expansão da área cultivada com algodão também nos cerrados nordestinos, principalmente no Estado da Bahia”, informa Susana, acrescentando que nas regiões de cerrados do Maranhão e do Piauí a produção ainda é pequena.

O livro tem um enfoque bem abrangente, revela Susana, apresentando desde a caracterização geral do setor, as características agronômicas do algodoeiro, o processo produtivo, a estrutura logística, principais produtores no mundo e no Brasil, até aspectos ligados à rentabilidade, estruturação do mercado e preservação ambiental. “De acordo com o estudo, nas áreas de cerrados, o algodão brasileiro se tornou altamente competitivo em termos de produtividade, apresentando melhor rentabilidade que a soja”, disse, lembrando que para os autores, os custos de produção são mais elevados e a especificidade de máquinas e equipamentos torna a produção de algodão mais sofisticada, sujeita a maior risco quando comparada com a de grãos.

Já o livro “Cotonicultura nos Cerrados Nordestinos: Produção, Mercado e Estruturação da Cadeia Produtiva”, informa Susana, integra a série “Documentos do Etene”, que tem por objetivo divulgar tópicos de interesse para o desenvolvimento dos principais setores da economia nordestina.

Também fazem parte da série as publicações “Possibilidades da Mamona como Fonte de Matéria-prima para Produção de Biodiesel”, “Perspectivas para o Desenvolvimento da Carcinicultura no Nordeste Brasileiro”, “Modelo de Avaliação do Prodetur/NE – II: base conceitual e metodológica”, “Diagnóstico Socieoeconômico do Setor Sisaleiro do Nordeste Brasileiro”, “Fome Zero no Nordeste do Brasil: construindo uma linha de base para avaliação do programa”, “A Indústria Têxtil e de Confecções no Nordeste: características, desafios e oportunidades”, “Infra-estrutura do Nordeste: estágio atual e possibilidades de investimentos”, “Grãos nos Cerrados Nordestinos: produção, mercado e estruturação das principais cadeias”, “O Agronegócio da Caprino-Ovinocultura no Nordeste Brasileiro”, “Proposta de Zoneamento para a Cajucultura”, “Pluriatividade no Espaço Rural do Pólo Baixo Jaguaribe” e “Apicultura Nordestina: principais mercados, riscos e oportunidades”.

Os interessados em adquirir essas e outras publicações do Etene poderão enviar e-mail para [email protected]

Fonte : Stúdio Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top