Canavieiros nordestinos debatem direcionamento para defesa do setor em 2014

Presidentes das associações nordestinas de cana-de-açúcar se reuniram no último dia 15, em Recife, para discutir qual o direcionamento que as entidades tomarão em 2014 quanto a diversos assuntos que afligem o setor, a exemplo das dívidas dos produtores, da crise do álcool e a falta de incentivo do Governo Federal para a atividade canavieira no país.

A informação é da assessoria de comunicação da Asplan, Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, explicando que durante o encontro, dois temas bastante atuais se destacaram: o repúdio à importação de álcool anidro feita dos Estados Unidos (EUA) e a descrença da classe em relação ao soerguimento da atividade sem estímulo do poder público e que o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, esteve presente e apoiou todos os encaminhamentos.

Aquela assessoria explicou que na oportunidade, Murilo assinou, junto a outros representantes de entidades de classe do Nordeste, uma representação contra a importação de álcool, documento que solicita à Agencia Nacional de Petróleo (ANP) o fim da importação para evitar uma crise maior no setor.

Ainda, segundo aquela assessoria, na opinião de Murilo Paraíso, os produtores de cana estão sendo prejudicados com essa importação por estar acontecendo justamente durante a safra já que com a compra de álcool fora do país, o preço do combustível está despencando e gerando prejuízos ao seguimento.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top