Ciências médicas realiza seminário sobre políticas de alimentação e nutrição

A Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba(FCMPB), realizou no último dia 17, no auditório daquela casa, em João Pessoa, um seminário sobre os 10 anos de política nacional de alimentação e nutrição, tema que evidencia a ação da agricultura familiar e seus produtos além e sua importância para a alimentação e nutrição.

Discutindo as ações governamentais no meio da agricultura familiar, participou o pesquisador da Embrapa Algodão Campina Grande, Marenilson Batista da Silva, evidenciando as ações estruturadoras dos governos na atualidade e as respostas dadas por parte do segmento familiar na produção rural em conseqüência das ações implementadas na atualidade.

Na oportunidade, evidencia Marenilson, os assuntos abordados foram a formação de profissionais que possam interagir com a agricultura familiar com a finalidade de implementação de políticas públicas como a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER) e a Política Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que assegura que no mínimo 30℅ dos alimentos para alimentação escolar devem ser provenientes da agricultura familiar. Aquele profissional das ciências agrárias, exemplificou o Amendoim, o Gergelim e seus derivados enquanto produtos alimentícios que tem qualidades nutricionais propícias para uso na alimentação escolar.

Outro tema evidenciado foi o perigo dos agrotóxicos (venenos) para a saúde de quem produz, para o usuário e para o meio ambiente além dos cuidados para a produção de alimentos saudáveis associando á importância das feiras agroecológicas enquanto espaços de comercialização dos produtos da agricultura familiar intensificando a capacidade de geração do trabalho e renda para as famílias agricultoras.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top