Cooperação Brasil-FAO encerra ciclo de intercâmbio em soluções tecnológicas para administração de terras

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma (INCRA), no âmbito do projeto ´Apoio ao fortalecimento da governança responsável da posse da terra na América Latina e Caribe´, promovem o terceiro e último evento do Ciclo de Intercâmbio ´Soluções Tecnológicas para a Administração de Terras ”, no dia 7 de outubro. A primeira reunião foi realizada em 5 de agosto e a segunda em 2 de setembro.

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom, às 12h00 no Chile / Brasília (10h00 na Colômbia e no Panamá / 09h00 na América Central), e é voltada a funcionários dos institutos fundiários, representantes de outros públicos instituições envolvidas no tema, organizações não governamentais e universidades.

Para fechar este ciclo de intercâmbio, serão apresentadas as experiências da Turquia, com Banco de Terras; de Uganda, em dados geo-espaciais para administração de terras; e da Espanha, com o cadastro espanhol.

O projeto de cooperação sul-sul trilateral ´Apoio ao fortalecimento da governança responsável da posse da terra na América Latina e Caribe´ integra as ações do Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO, implementado na América Latina e Caribe há mais de uma década. Este projeto busca melhorar a governança da posse da terra nos países da região, por meio da adoção de mecanismos inovadores nos sistemas administração das terras.

Cenário regional e identificação de soluções

Este ciclo de intercâmbios que se encerra buscou oferecer uma visão do tema no cenário regional, contribuindo para a identificação de medidas e soluções com potencial de replicação nos diferentes países da América Latina e do Caribe e promovendo o diálogo para a construção de uma agenda de ação nesse tema.

Os intercâmbios promoveram o diálogo para a construção de uma agenda de cooperação técnica a ser desenvolvida no âmbito da cooperação entre a FAO e o governo brasileiro com os países da região.

Nesse ciclo, foram apresentadas iniciativas de diversos países relacionadas a soluções tecnológicas para levantamento do cadastro e regularização sistemática da posse, como o uso de tecnologias de mapeamento, titulação e monitoramento de florestas em territórios coletivos indígenas, Sistema de Informação Territorial e Banco de Terras.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural / FAO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top