Cooperativa completa 14 anos fortalecendo a pecuária e mercado do leite na Paraíba e região

A Coapecal, Cooperativa Agropecuária do Cariri, com sede na cidade Caturité, Cariri Oriental da Paraíba, completou 14 anos no último dia 30 de agosto e, para comemorar a data, componentes daquela cooperativa se reuniram para fazer um balanço, cantar a musicalidade dos parabéns e compartilhar o bolo de forma festiva no escritório da empresa que fica no Bairro do Cruzeiro, em Campina Grande.

Marcelino Trovão de Melo é diretor presidente da Coapecal e, ao conversar com Stúdio Rural, disse que a empresa hoje é uma geradora de trabalho e renda de elevada expressão já que emprega mais de 300 funcionários de forma direta comportando cerca de 1.100 agricultores pecuaristas espalhados por 30 municípios e ao mesmo tempo faz a distribuição dos produtos Cariri já em cinco estados da federação.

Ao participar do Programa Universo Rural e Domingo Rural, Marcelino fez um balanço das ações desenvolvidas pela Coapecal e sobre a qualidade dos produtos Cariri distribuídos em toda a região. “O balanço é positivo, é sempre bom comemorar e acho que a gente tem evoluído bastante e nestas horas em que completamos 14 anos em que a gente tem realmente o que comemorar e se orgulhar do que a agente construiu, quando olhamos nossa história em cada comemoração em que a gente relembra da forma como começou quase do nada e o produtor não imaginava que hoje, graças á Deus, a gente tem bastante o que comemorar do que a gente construiu até aqui”, explica Trovão de Melo dizendo que a empresa cooperada tem tido papel importante na economia regional, especialmente na contribuição tributária, na circulação de recursos e na geração de trabalho do município de Caturité.

Ele disse que muito já foi feito para o fortalecimento da pecuária da região e afirmou que um passo importante que deverá ser dado em tempos próximos futuros é na questão do nível de informação dos produtores onde a cooperativa já vem fazendo e tem projetos de continuidade nas parcerias diversas para o fortalecimento dos conhecimentos e adoção de tecnologias apropriadas ao desenvolvimento da cadeia produtiva no território regional.

José Roberto Cordeiro é representante de vendas da empresa com venda dos produtos Cariri e diz que é visível o crescimento da empresa e a aceitação dos produtos nos mercados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte. “Esse é um produto que tem boa aceitação e já está há 14 anos no mercado e quem compra sempre fica comprando”, comenta o vendedor ao dialogar com os ouvintes das nossas emissoras parceiras e programas trabalhados. “Olhe, esse produto já chega à Paraíba, ao Rio Grande do Norte, ao Ceará até o Estado da Bahia, Pernambuco e o Piauí”, relata Beto dizendo que no início a empresa contava com apenas três carros para operacionalizar todo o processo de agregação de valor e comercial e que hoje são mais de quarenta caminhões fazendo todo o trabalho.

Ao dialogar com os ouvintes do Programa Universo Rural e Programa Domingo Rural, o secretário daquela cooperativa, Laudemiro Lopes de Figueiredo Filho, Miro, disse que no início a visão se dava numa relação básica de produção e busca de mercado e que a Coapecal atualmente desenvolve um trabalho amplo com visão de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental. “O desenvolvimento ele é completo e um dos valores do cooperativismo é a preocupação com a comunidade, um outro valor é a formação contínua dos cooperados e colaborados, então isso nós temos persistido e nisso hoje nós temos algumas ações aqui na cooperativa que visa essa formação continuada com os produtores rurais e colaboradores no que diz respeito a vivência do cooperativismo, os valores do cooperativismo, os princípios do cooperativismo, viver uma vida em cooperação para conseguir resultados positivos para melhorar a qualidade de vida”, explica Miro complementando que, como prática, a Coapecal vem fazendo o trabalho com educação em cooperativismo em escolas de Caturité e Boqueirão, capacitações no processo de melhoria do rebanho com vacas que possam ofertar produção e produtividade leiteira, investimentos financeiros em melhorias de estradas facilitando a coleta do leite e o trânsito em geral, prática de conservação de forragem e o processo de multiplicação de palmas resistentes a Cochonilha do Carmim, dentre outras ações desenvolvidas com prefeituras e organizações locais.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top