Curso promove intercâmbio para Jovens filhos e filhas de agricultores de Barra de Santa Rosa

Conhecer as ações estruturadoras em uma pequena propriedade rural no município de picuí que faz parte das ações de mobilização de convivência com o semiárido paraibano da ASA, Articulação do Semiárido Paraibano, foi o principal objetivo de um intercâmbio promovido pela ONG Xique-xique com sede na cidade de Barra de Santa Rosa a partir do curso Cultivando vida saudável no semiárido num patrocínio da Chesf em parceria com o Banco do Nordeste, Sebrae, prefeitura municipal daquela cidade e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santa Rosa dentre outras.

O evento aconteceu no dia 07 deste mês e foi tema evidenciado no Programa Domingo Rural deste domingo(15/05) entrevistando o componente da ONG Xique-xique, vereador Adriano de Souza Leite, falando sobre a visita feita na propriedade dotada de tecnologias apropriadas ao semiárido paraibano, propriedade que fica localizada na comunidade Tanquinhos, cerca de 15 quilômetros da cidade de Picuí além de um intercâmbio feito para a cidade de Nova Palmeira conhecendo um trabalho desenvolvido com plantas medicinais trabalhado pela ONG CENEP, Centro de Educação Popular, em Nova Palmeira. “Nós tivemos uma atividade importante agora no último dia 07 que foi a visita de intercâmbio aonde nós tivemos a oportunidade de conhecer as experiências em agroecologia praticadas pelo nosso companheiro, amigo e agricultor Manoel Gavião lá no município de Picuí e lá a gente pôde perceber que realmente, tendo o manejo adequado da caatinga, nós podemos ter uma melhor qualidade de vida, tanto na questão de respeito ao meio ambiente como na questão de produtividade também, o nosso amigo Manoel Gavião tem lá experiências de reservatórios hídricos como a barragem subterrânea que nós tivemos a oportunidade de conhecer e realmente tem uma viabilidade muito grande, tivemos a oportunidade de conhecer o manejo da caatinga respeitando a questão ambiental e preservando a biodiversidade e com isso garantindo o equilíbrio ambiental e também a questão de cisternas que ele também é beneficiário do P1MC e que tem uma experiência muito interessante com relação a questão hídricas, ou seja, o armazenamento de água pra poder enfrentar os períodos de estiagens”, explica Adriano Leite.

Aquele vereador aproveitou para falar sobre a visita feita pelo grupo estudantil que esteve conhecendo experiências exitosas com plantas medicinais no município de Nova Palmeira, naquela microrregião. “Graças á Deus a gente tem conseguido fazer com que o público nosso do projeto tenha realmente a condição de conhecer várias experiências com o apoio do Banco do Nordeste que é fundamental pra gente, com o apoio da Chesf que também é fundamental pra style=mso-spacerun: yes>  gente, com a logística impressionante do Sebrae que está nos ajudando e a prefeitura municipal nós já fomos à Cabaceiras e conhecemos as experiências lá com a produção de caprinos de corte e caprino de leite, conhecemos a experiência de style=mso-spacerun: yes>  produção de couros lá no curtume, conhecemos a Artesa que é um espetáculo, conhecemos a Universidade Federal Campus de Bananeiras e no último sábado como já lhe disse, conhecemos a experiência de Manoel Gavião e também a experiência que tem o CENEP lá de Nova Palmeira. O CENEP que tem um trabalho com a produção de plantas medicinais e com as produção de remédios a base de plantas que está provando por A mais B que é possível a gente ter remédios caseiros baratos e de boa qualidade”.

Domingo Rural entrevistou o agricultor familiar Manoel Severino dos Santos, Manoel Gavião que na companhia da a esposa dona Maria do Amparo, residentes no Sítio Tanquinhos, distante 15 km de Picuí, está desenvolvendo uma importante experiência que tem sido utilizada como piloto para outras famílias de agricultores da região já que na propriedade, Manoel Severino, com o apoio da família, desenvolve um trabalho rumo à sustentabilidade numa região com clima seco e muito complicado.

Em visita à propriedade, Stúdio Rural constatou que primeiramente Manoel construiu em 1999 uma cisterna de placas com fundo rotativo para atender a família com água de qualidade por acreditar que as ações estruturadoras devem estar presentes como forma de alternativa por todas as famílias do semi-árido, aproveitando água, ração para os animais, dentre outras ações. “A idéia de aproveitar as águas que caem do céu foi tão boa que em 2001 construí uma segunda cisterna, também com o Fundo Rotativo, capacitando minha família a acumular 32 mil litros do precioso líquido”, disse Manoel em contato com a equipe Stúdio Rural.

Na propriedade, a família construiu uma barragem subterrânea onde desenvolve o plantio de diversas cultuas para a alimentação da família e do rebanho. Próximo a barragem subterrânea, Manoel plantou palma forrageira consorciada com Leucena que, segundo ele, é fruto do que a família conheceu em outros encontros promovidos pelas organizações do Pólo Sindical da Borborema a exemplo do PATAC, AS-PTA e CEOP junto a ASA Paraíba, organizações que na opinião dele têm ajudado muitos agricultores de toda a região.

Manoel Severino disse que construiu a barragem subterrânea já no final de 2002 e que o empreendimento já está permitindo o cultivo de diversas culturas, a exemplo de milho, jerimum, melancia e outras culturas de importância para a sustento da família. “Quando eu vi as experiências dos agricultores familiares em Soledade, logo disse que com o apoio das entidades parceiras eu faria aqui em minha propriedade e, de imediato comecei a colocar na prática e aí está o que pode fazer um agricultor familiar”, relata Manoel com alegria.

Ele disse que as experiências têm atraído a atenção de outros agricultores, especialmente os vinculados as organizações de agricultores integradas a ASA. “Hoje já estamos recebendo visitas de agricultores e isso me deixa muito alegre, porque além de ser importante para mim e para minha família, ainda posso dividir com meus colegas agricultores e isto é muito gratificante”, comemorou Manoel.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top