De forma coletiva produtores de leite em Barra de Santana fazem compra de ração para pecuária

Em reunião realizada na tarde noite da última segunda-feira, 16 de março, agricultores pecuaristas do município de Barra de Santana, Gado Bravo e Queimadas bateram o martelo se comprometendo em fazer a compra de produtos destinados a alimentação do rebanho via APLEV-PB, Associação dos Produtores de Leite Conscientes do Médio Paraíba.

Durante o encontro acontecido na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, os cerca de 40 produtores ratearam entre si a compra de produto no atacado com ingredientes: milho, torta, caroço de algodão e soja advindos diretos de estados do Centro Oeste, especialmente estados do Nordeste como Bahia, Maranhão e Piauí em razão dos preços ofertados em consequência da menor distância.

“Se não fosse a associação a gente não estava conseguindo dar de comer as vacas, porque os preços da torta, da soja e do milho tinham disparado no mercado e não estava esse preço que está hoje”, explica o agricultor pecuarista Severino Caetano de Luna, Tidinha, residente no sítio Malhadinha, garantindo que hoje os produtores compram uma ampla linha de produtos que têm melhorado a qualidade de vida das famílias e facilitado o processo de convivência com a realidade semiárida. “Isso é muito bom, porque não é só a ração do gado, mas é arame, estaca e tudo que a gente precisa no campo tudo vem via associação”, explica Tidinha.
“Eu já disse várias vezes: eu acho que essa associação foi muito importante pra gente porque quando a gente formou essa associação foi no primeiro ano de seca em 2012 quando estávamos todos desesperados, agora imaginas, a gente passou 2012, 2013 e 2014, três anos de seca, então como teria sido se não fosse essa associação? Quando a gente comprou o primeiro saco de ração foi com uma diferença do preço normal do mercado de R$ 22 reais e hoje você pensar que a gente está com um mercado muito mais justo, esse mercado daqui, então a gente sabe que essa ação fez um bem aos associados que estão sempre nas reuniões e fez bem ao produtor também que nem frequenta as reuniões”, explica a presidente da associação, Érica Fernanda Cordeiro Barbosa, dizendo que a tendência é de fortalecimento a um conjunto maior de produtores de Barra e dos municípios adjacentes.
“Essa associação é interessante pra gente, como você viu aí, a união diminui o valor do preço da ração que a gente estava comprando ao atravessador que se aproveita muito, e tudo que a gente está precisando comprar logo a gente se reúne já que para um pequeno comprar uma carrada de ração só fica caro, tem muitos produtores pequenos e quando combinam todos, sai mais no preço”, explica o pecuarista Severino Ramos Barbosa de Araújo, residente no sítio Pitombeira, dizendo entender que pouco a pouco os produtores estão mais solidários e que sem a associação a vida do produtor estaria muito comprometida já que o clima é um entrave e a prática do atravessador uma outra que, juntas, empobrecem o empreendedor rural.
“Esse trabalho, via associação, está mudando pra melhor a qualidade de vida dos produtores, porque a associação promoveu cursos que abriu muito a mente das pessoas, temos esse programa que o Sebrae tem aqui que é o Sertão Empreendedor que tem trazido muitas informações e acredito plenamente, firmemente que os produtores daqui estão melhorando suas vidas”, relata o ex-presidente daquela associação, pecuarista associado daquela instituição, professor Valfredo Andrade de Aguiar. 
“Hoje a associação é um braço do produtor porque vem fechar uma lacuna que existia entre o produtor que compra sua ração, e um dos objetivos maiores da associação é a compra da ração, e os produtores de rações no Sul, então hoje a associação fecha essa lacuna fazendo uma ponte entre o produtor e as empresas que vendem a ração lá no Sul. Então isso facilitou pra gente que sabemos que em cada compra de ração nós estamos economizando pra dar uma melhor qualidade de vida à nossas famílias e temos uma série de benefícios como a questão da valorização do nosso rebanho já que tivemos aqui o segundo torneio leiteiro com exposição de nossos animais, mostrando a qualidade do nosso rebanho e a associação veio dar uma visão grande entre a sociedade consumidora e os produtores, hoje nós somos exemplo aqui pra muita gente em questão de organização, demonstração de amizade e compromisso um com o outro, onde hoje a associação se tornou membro da família dos produtores”, explica o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santa e associado daquela associação, agricultor Paulo Medeiros Barreto, acrescentando que nesta segunda-feira(23) a compra estará sendo de fato efetivada e que já no final de semana Barra de Santana receberá o caminhão carregado com cada produto que, logo, será distribuído proporcionalmente para cada associado comprador do alimento animal.
Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top