Deputado paraibano apresenta requerimento e tem aprovado pedido de formação de comissão da seca

O deputado estadual Frei Anastácio (PT/PB) apresentou no último dia 06 requerimento, na Assembleia Legislativa, solicitando a formação de uma comissão suprapartidária, com representantes de todos os partidos, para visitar as regiões atingidas pela estiagem e fazer gestão junto aos governos estadual e federal, no sentido de conseguir meios para amenizar o sofrimento do povo.

A informação é da assessoria do parlamentar justificando que Anastácio disse que atualmente estão em operação, no estado, 684 carros pipa, abastecendo não só a zona rural, mas também a área urbana das cidades e que desses 684 carros pipa, o estado comanda 239 e o exército é que possui a maioria, com 445 veículos e lembrou que são mais de 118 mil pessoas dependendo desses carros-pipa.

Aquela assessoria informou ainda que Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, o requerimento do deputado e que o deputado disse que depois dessa comissão formada, uma das atividades vai ser ir até o governo federal pedir explicações sobre a demora na retomada das obras da transposição das águas do rio São Francisco no eixo norte, na região de São José de Piranhas. “Frei Anastácio disse que as empresas que haviam vencido a licitação correram da obra, alegando que teriam prejuízo e tudo está parado há mais de um ano”, explica aquela assessoria acrescentando que o deputado disse que o objetivo é pressionar o governo federal para agilizar o retorno dessas obras e informou que esse eixo norte tem um percurso de aproximadamente 400 km e que está previsto para chegar ao rio Piranhas e barragem engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, em 2014.

Segundo aquela assessoria o parlamentar frisou que por onde se anda, no Cariri e no Sertão, principalmente, só se ver cemitérios de animais que morreram de fome e de sede o que o motivou na busca da criação dessa comissão style=mso-spacerun: yes>  que terão importante papel em lutar pelo povo que está sofrendo mais a cada dia, com os efeitos da estiagem.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top