Educação e Saúde da UFCG terá área para implantação de Horto Florestal

Foi aprovada em Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Cuité, a doação de uma área de 73 hectares ao Centro de Educação e Saúde da Universidade Federal de Campina Grande em evento que aconteceu no dia 1º de março último,

Segundo informações repassadas pelo assessor da UFCG, Rosenato Barreto, em parceria com o assessor Centro de Educação e Saúde, Alex Souto, os vereadores receberam o Projeto de Lei nº 646/2007 do prefeito do município Antônio Medeiros Dantas e não impuseram resistência quanto ao projeto o que resultou numa votação unânime. “A área cedida será destinada à construção do Bairro Universitário e à implantação do Horto Florestal Olho D’Água da Bica. Com esta doação, a área do campus de Cuité passa a ser de 75 hectares”, informa Alex Souto, acrescentando que o Horto Florestal constituirá ferramenta fundamental para o ensino, pesquisa e extensão do Centro de Educação e Saúde, pois será utilizado para fins educacionais e científicos, beneficiando não só os alunos do Centro, bem como alunos das escolas da região, além da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), parceiras no projeto.

Eles informaram que também são parceiras a Agência Mandalla, Brasil Ecodiesel, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cuité, Associação dos Apicultores e Melipolicultores do Curimataú Ocidental, Associação dos Fruticultores do Sítio Bujari, Associação do Semi-Árido e OSCIP. “Dessa forma, abrem-se espaços para o desenvolvimento de pesquisas, já que a área é um laboratório ao ar livre para os Cursos de Biologia, Química e Física, contribuindo para que Cuité se torne referência para o meio acadêmico regional e nacional, não só em virtude desta aquisição, mas também devido à competência dos professores que fazem o CES”, justifica Barreto.

O Horto Florestal também terá fins recreativos e turísticos, contribuindo para geração de emprego e renda para a população local. Com o advento do turismo ecológico, a área contará com trilhas ecológicas, balneário, rapel e peças teatrais a serem desenvolvidas no teatro ao ar livre já existente, mas que deverá contar com a construção de arquibancadas para o público podendo num futuro próximo, ser um cartão postal da cidade de Cuité.

Para a implantação do Horto, informaram, faz-se necessário um diagnóstico sócio-ambiental da área que conterá com análises da biodiversidade do local, da qualidade da água e a dinâmica sazonal dos mananciais existentes, acrescentando que também estarão inclusos estudos sobre as relações que o homem vem desenvolvendo na área. “Esses estudos são necessários, pois os objetivos da implantação do Horto são voltados para o desenvolvimento local e para garantir sustentabilidade ambiental em longo prazo”, finaliza Alex Souto.

Fonte : Stúdio Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top