Embrapa discute girassol como alimento, fonte de energia e recuperação do solo

A cultura do girassol apresenta várias vantagens técnicas. Destaca-se a ampla adaptação a diferentes condições climáticas, permitindo o plantio em diferentes regiões e fora da época de cultivo de outras culturas, possibilidade de ser utilizada em sistemas de rotação ou consorciação, fácil manejo e bom rendimento econômico em termos de investimento e retorno.

Produtores rurais, agentes de desenvolvimento local, técnicos e especialistas com interesse na cultura do girassol como alternativa de cultivo poderão participar de dia de campo sobre essa oleaginosa de múltiplos usos, na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, em 27 de fevereiro de 2008, das 8 às 12h.

A informação foi repassada pela assessora da unidade de pesquisas, Cristina Tordin, justificando que a atividade é coordenado pela pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente, Nilza Patrícia Ramos, em parceria com a Embrapa Soja(Londrina-PR), secretaria de agricultura e prefeitura municipal. “De acordo com a pesquisadora, a produção brasileira de girassol tem crescido intensamente, com tendência de incrementos de até 60% na área plantada para os próximos 4 anos”, relata a assessora, acrescentando que para a pesquisadora isto porque, se existe uma planta ideal, da qual quase tudo se aproveita, o girassol está bem próximo dela.

Tordin informou que a pesquisadora é da opinião de que as raízes promovem uma considerável reciclagem de nutrientes, além do aproveitamento da matéria orgânica deixada, que as hastes podem originar ótimo material para forração, que das flores pode-se extrair excelente quantidades de mel, dentre outras vantagens para a agricultura.

São 40 vagas gratuitas e as inscrições podem ser feitas na Secretaria de Agricultura de Jaguariúna, na Rua José Alves Guedes, 575 ou pelo email [email protected] .

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top