Embrapa realiza Dia de campo sobre sistemas de terminação de cordeiros em pastagens no Cariri cearense

A Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral-CE) realizará na próxima quinta-feira(15) um dia de campo para produtores rurais do Cariri cearense, para levar conhecimentos sobre sistemas de terminação (abate) de cordeiros em pastagens cultivada e irrigada.

Segundo o assessor de comunicação da Embrapa Caprinos e Ovinos, Adilson Nóbrega, a capacitação, promovida em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a empresa Belgo, será levada a produtores dos municípios de Campos Sales e Farias Brito, além de visitantes da Expocrato, que terão ônibus disponível saindo do Crato às 8 horas, até o Sítio São João, em Farias Brito (CE), onde acontecerá o evento, destacando que, para o médico veterinário daquela unidade de pesquisas, Leandro Oliveira, o objetivo é mostrar os principais cuidados em todas as etapas de implantação de um sistema de terminação em pastagem, dentre os quais, o preparo do solo, a instalação da irrigação, a divisão dos animais em piquetes e informações sobre as condições para implantação de sistemas de produção. “O dia de campo demonstrará também vantagens da utilização de telas campestres em cercas para piquetes”, relata Adilson.

Ele lembra que a capacitação terá início às 8h30, no Sítio São João, com participação de Leandro Oliveira e Fernando Henrique Albuquerque, coordenadores do projeto Cordeiro do Cariri, da Embrapa Caprinos e Ovinos; do engenheiro agrônomo Antônio Cutrim, doutorando em Zootecnia da UFC, que falará sobre os sistemas de terminação; de Alexandre Amorim, da empresa Belgo, que fará demonstração de instalação da cerca com tela campestre. O dia de campo acontece até as 13 horas.

Adilson lembrou ainda que a ação do projeto Cordeiro do Cariri visa fortalecer a cadeia produtiva da ovinocultura de corte na região e que por meio da difusão de conhecimentos e tecnologias sobre produção, terminação e fabricação, o projeto colabora com pequenos e médios pecuaristas, para que eles gerem produtos adequados à demanda do mercado de carne de ovinos. “As atividades do Cordeiro do Cariri são financiadas por Banco do Nordeste e CNPq, com participação de instituições públicas e privadas”, explica.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top