Embrapa Semiárido inicia produção de mudas de palma resistente a Cochonilha do Carmim

Uma técnica conhecida como cultura de tecidos vegetais começou a ser empregada por pesquisadores de instituições dos governos federal e de Pernambuco para conter a disseminação da praga que já dizimou, de forma irrecuperável, cerca de 100 mil hectares de palma no semiárido de quatro estados da região Nordeste: Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

A informação foi repassada pelo assessor de comunicação da Embrapa Semiárido, Marcelino Ribeiro, explicando que por meio desse recurso os pesquisadores preparam a produção de mudas de uma variedade resistente (Orelha de Elefante Mexicana) ao inseto cochonilha do carmim para distribuição aos agricultores e que com a técnica os pesquisadores conseguem, a partir de um pequeno fragmento da palma, uma espécie de milagre da multiplicação: produzir milhares de mudas, que serão clones. “Então, se o fragmento utilizado é de uma planta resistente à praga, todas as mudas produzidas, a partir desta planta, também o serão”, complementa.

Ribeiro explicou que no Laboratório de Biotecnologia daquela unidade de pesquisas já foi dado o início à produção desta variedade resistente, que uma parte dessas mudas, produzidas em laboratório ou in vitro, será levada ao campo experimental para compor um “banco de sementes de palma” na mesma instituição e a outra, será distribuída entre os agricultores, acrescentando que as demais entidades parceiras, Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (CETENE), Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), também produzirão as mudas para distribuição.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top