Entidades do Cariri reúnem-se e discutem sustentabilidade regional

Entidades dos 31 municípios do Cariri paraibano se reuniram durante a última quinta e sexta-feira(14 e 15 de junho) nos Maristas em Lagoa Seca com o objetivo de continuar as discussões e implementações das ações governamentais em políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da microrregião do Cariri.

Participaram secretários municipais de agricultura, entidades de agricultores e agricultoras, prefeitos dentre outros que buscam melhores condições no desenvolvimento de cada município.

Para o representante da Cooperativa de Capacitação Holos, Assis Melo, a reunião representa importante espaço para que juntos os representantes planejem as atividades a serem desenvolvidas em toda a região. Em contato com os ouvintes do Domingo Rural, ele avalia o evento e fala dos resultados esperados. “Foi um momento muito significativo nesse processo de trabalho do Fórum de Desenvolvimento Rural do Cariri, porque nele pode-se contabilizar como avanços o modelo de discussão do modelo de PDTRS, ou seja, do Plano de Desenvolvimento Territorial Rural Sustentável bem como da homologação deste plano que vem sendo construído a cerca de um ano e meio mais ou menos”, argumenta Melo em entrevista ao Domingo Rural.

Para a coordenadora e articuladora do Território do Cariri, Maria José Jovem de Freitas, o evento alcançou seu objetivo em número de pessoas, na qualidade das discussões e propósitos por parte das lideranças de cada município conforme ela explica aos ouvintes do Programa Domingo Rural. “Mais uma vez foi satisfatório a articulação que foi feita no território, compareceram em média 55 representantes do território e isso pra gente é muito bom porque a gente está vendo que a participação esta aumentando”, afirma Freitas em contato com os ouvintes Domingo Rural.

O evento encerrou no final da tarde da sexta-feira e na opinião da representante da ASSOCENE, Associação de Orientação às Cooperativas do Nordeste, Mônica Araújo, as discussões tiveram bom nível e os resultados pouco a pouco vão sendo vistos na base de cada município a medida em que as ações são executadas. “Considero extrema importância pelo fato de que é uma experiência, o território está fazendo uma discussão sobre um modelo de gestão pra execução do plano e isso é tudo muito novo, inclusive no Brasil. Então isso é muito importante amadurecimento nas organizações sociais da agricultura familiar de está colocando isto como uma questão de prioridade para o território”, informou Mônica.

Carlos José, é secretário de agricultura e meio ambiente do município de Cabaceiras e faz um balanço geral das ações e discussões dentro deste evento acontecido em Lagoa Seca, dizendo que a partir do momento que as entidades se fortalecem cada vez mais com a união dos 31 municípios a partir das discussões trabalhadas em sentido comum vislumbra-se uma alternativa no desenvolvimento econômica e social para todos os municípios caririzeiros.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top