Famílias agricultoras do Casaco Cariri recebem certificação agroecológica do Ministério da Agricultura

SR090518aFamílias agricultoras vinculadas ao Coletivo Casaco Cariri, participaram de uma reunião na última quinta-feira, 03 de maio, na comunidade Bento de Cima, zona rural de Boqueirão, Cariri Oriental paraibano, para receber os certificados de orgânicos por parte do Ministério da Agricultura.

Conforme o agricultor familiar componente daquele coletivo e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras familiares de Caraúbas, Reginaldo Bezerra de Lima, a entrega foi de fundamental importância por ser uma luta de muitos anos empreendida pelo Casaco que se consolida num momento crítico da vida brasileira e regional. “Foi um certificado muito importante pra nós pois foi uma batalha de muitos anos que vem sendo travada pelos agricultores do Casaco, então essa entidade nos deu esse apoio, teve o Nera(Núcleo de Extensão Rural Agroecológica da UEPB) que também contribuiu pra chegarmos a esse ponto com o quadro de pessoal com conhecimento no manejo de solo para o fortalecimento da agroecologia, então nós fomos sendo formados ao longo do tempo nesta caminhada e hoje, graças a Deus, recebemos esse certificado onde estamos autorizados à vender produtos mostrando que a gente produz organicamente”, explica Bezerra de Lima durante entrevista que será trabalhada no Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo deste final de semana.

Outro entrevistado por Stúdio Rural, o agricultor Antônio Gomes Pereira, residente na zona rural de Boqueirão, diz ser fator positivo por representar um trabalho que vem sendo desenvolvido de forma transparente e que poderá chegar aos consumidores com reconhecimento de entidades competentes. Ele garante que esse reconhecimento fará com que as pessoas se interessem cada vez mais pelo consumo das linhas de alimentos agrícolas ofertadas pelas famílias agricultoras através daquele Coletivo. “A tendência é que a procura pelos produtos aumente, já se faz um atendimento em uma feira em João Pessoa onde são oferecidos só produtos orgânicos, também em Campina Grande já existe uma procura enorme, então hoje a procura está acima da produção através de nossos produtores e produtoras rurais, mas está sendo feito todo um planejamento para que se possa atender a contento a todas as pessoas que tem procurado os produtos produzidos através de orientações técnicas em parcerias com Sebrae, universidades, o Insa Instituto do Semiárido Brasileiro, de forma que nossa expectativa é que, em breve, possamos, de forma abrangente, atender a todas as demandas”, explica Antônio Gomes que é coordenador da construção dos biodigestores e fogões ecológicos através de Fundos Rotativos Solidários do Casaco.

José Mário da Silva é agricultor familiar no Assentamento Novo Campo, no município de Barra de São Miguel, e é entrevistado do Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo garantindo que essa certificação vem trazer benefício para as famílias agricultoras beneficiadas. “Os agricultores que são sócios do Casaco Cariri e são acompanhados fazem visitas de intercâmbio de um agricultor para o outro e que a gente chama de encontro de agricultores e agricultoras experimentadores, sempre uma vez por mês e em uma cidade diferente, visitando essa diversidade de conhecimentos dos agricultores que fazem parte da organização Casaco, onde a gente troca experiências em questão como solos, defensivos naturais, em questão de manejo de água onde a gente vem neste processo de treinamento e experimentação há muito tempo e esses 13 agricultores foram contemplados porque eles estavam mais desenvolvidos no patamar das dinâmicas da organização Casaco, mas os outros agricultores e agricultoras recém chegados também vão passar por esse mesmo processo para receber essa certificação também”, explica Zé Mário que faz parte da primeira etapa de famílias agricultoras beneficiadas.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top