Fundação Banco do Brasil realizará mais um encontro de jornalistas da região Nordeste

Depois do Piauí essa será a vez da Bahia sediar o Encontro de Jornalistas do Nordeste a ser promovido pela Fundação Banco do Brasil e que, segundo o assessor daquela instituição, David Telles Ferreira, está previsto para acontecer no mês de março deste ano e continua com o objetivo de discutir ações relacionadas ás Tecnologias Sociais e o desenvolvimento sustentável.

Ao contatar com Stúdio Rural Telles falou sobre a importância e papel da imprensa no apoio para promover visibilidade e incentivo das iniciativas e, por isso, mais uma vez os comunicadores da região Nordeste serão convidados a debater meios de promoção de projetos sociais e economia solidária. “Este contato, portanto, pretende ser o primeiro de muitos que irão ocorrer este ano – com sugestões de pautas e, principalmente, com troca de informações e experiências”, relata aquele assessor ao dialogar com Stúdio Rural.

O II Encontro de Jornalistas do Nordeste teve como tema “Mídia e Investimentos Sociais em Cadeias Produtivas”, aconteceu durante os dias 28 e 29 de abril de 2008 no Rio Poty Hotel, na cidade de Teresina-PI contando com cerca de cem jornalistas de televisão, jornais, rádios e portais de todos os estados nordestinos que participaram da oficina Mídia e Sustentabilidade: por uma cobertura qualificada e propositiva tendo como palestrantes o gerente de comunicação e mobilização social da Fundação Banco do Brasil, Claiton Mello; especialista em jornalismo e direitos humanos dentre outros temas e palestrantes.

Stúdio Rural participou do segundo encontro e, dentre os entrevistados, conversou com o presidente da Fundação Banco do Brasil, Jacques de Oliveira Pena(Clique e leia), que falou sobre o evento, justificando que a imprensa presente tem a importância de fazer com que os diversos segmentos de atores do processo sustentável sejam interlocutores em parcerias de empreendimentos de trabalho e renda em cadeias produtivas, significando a importância de que os agentes parceiros tenham concepção clara de que é necessário ter-se ações integradas e articuladas nos diversos momentos ou elos da cadeia produtiva, citando como exemplo a produção integrada de caju e apicultura no Nordeste, projetos que envolvem a produção primária segmentada que vai da produção ao mercado de forma integrada.

No segundo dia de evento os participantes visitaram a Central de Cooperativas dos Cajucultores do Estado do Piauí, Cocajupi, com sede em Picos-PI, 310 Km de Teresina( Clique e leia ), que desde 2005 vem dando um exemplo de organização no sistema de agregação de valor aos produtos do caju, num trabalho que conta com o apoio da FBB e que já envolve nove cooperativas e centenas de famílias de agricultores dos municípios de Altos, Campo Grande do Piauí, Itainópolis, Jaicós, Monsenhor Hipólito, Pio IX e Vila Nova do Piauí. Segundo o diretor presidente daquela casa cooperada, Vicente Rufino Cortez, a Central se encarrega de coordenar o trabalho de gestão junto ás cooperativas e do processamento da classificação, embalagem e comercialização da amêndoa da castanha do caju num trabalho que já envolve famílias de agricultores de cidades diversas que antes tinham no atravessador a alternativa de venda com perdas significativas diante da venda do produto.

Outro empreendimento visitado foi a Casa Apis, Central das Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, empresa com sede na cidade de Picos-PI e que esteve sendo visitada pela equipe Stúdio Rural dentro da realização do Encontro. Stúdio Rural entrevistou o presidente da Casa Apis, Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, Antônio Leopoldino Dantas, Sitonho( Clique e leia ), discutindo as estratégias iniciais para o desenvolvimento do trabalho cooperado, parcerias trabalhadas, forma de produção, agregação de valor, número de associações e de famílias de agricultores apicultores associadas além do mercado nacional e internacional conquistado pela empresa dentre outras.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top